sicnot

Perfil

Desporto

Adeptos recebem Bruno de Carvalho à chegada a Cabo Verde

Uma centena de adeptos recebeu hoje o presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, à chegada a Cabo Verde, para uma visita de três dias, onde se recusou a falar sobre a atualidade do futebol português.

Bruno de Carvalho, presidente do Sporting.

Bruno de Carvalho, presidente do Sporting.

Andr\303\251 Kosters

À chegada ao Aeroporto Internacional Nelson Mandela, na cidade da Praia, o presidente do Sporting foi recebido por cerca de uma centena de adeptos vestidos a rigor, empunhando faixas de boas vindas e entoando cânticos de apoio ao clube de Alvalade.

"Bem-vindo Bruno Carvalho", "Cabo Verde quer o Sporting campeão" eram algumas das frases que se podiam ler na receção ao presidente 'leonino', com uma adepta a exibir um cachecol com o nome do avançado argelino Islam Slimani.

Questionado pelos jornalistas sobre se ficou mais aliviado pelo facto de o Slimani estar disponível para o dérbi de sábado com o Benfica, da 25.ª jornada da I Liga, Bruno de Carvalho escusou-se a responder, fazendo um paralelo com a realidade futebolística cabo-verdiana.

"Fiquei mais aliviado em saber que aqui também vai haver um dérbi [será também no sábado entre o Sporting da Praia e os Travadores, a sexta delegação do Benfica] e que ganhámos os dois na primeira volta", disse Bruno de Carvalho.

Perante a insistência dos jornalistas para comentar as declarações do presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, que disse que não queria ver o Slimani castigado para o dérbi, Bruno de Carvalho questionou: "Mas ele está cá?". E prosseguiu: "Eu estou em Cabo Verde".

Em Cabo Verde, o presidente 'leonino' disse que espera, durante a visita de três dias, poder "estar em comunhão com os sportinguistas, que tanto merecem que o Sporting os respeite".

Quanto ao futebol de Cabo Verde, Bruno de Carvalho disse que tem estado "num nível muito bom", esperando contribuir "cada vez mais" para a sua melhoria.

"Temos contribuído com a seleção, estiveram três ou quatro anos a trabalhar na Academia e agora esperamos ajudar cada vez mais", garantiu, lembrando também que o avançado cabo-verdiano Heldon é jogador do Sporting, embora esteja emprestado ao Rio Ave.

Por sua vez, o presidente do Sporting da Praia, Paulo Veiga, disse que, além da visibilidade, a sua equipa terá muito a ganhar com a visita do homólogo lisboeta, já que está a reforçar uma parceria com "um grande clube europeu" e com "um dos maiores formadores do mundo".

Durante os três dias em Cabo Verde, Bruno de Carvalho terá uma agenda cheia de contactos e o ponto alto será a inauguração quarta-feira das Escolas Academias do Sporting.

O líder leonino irá ainda assinar um protocolo com a congénere cabo-verdiana e inaugurar uma rua e um largo do Sporting na capital cabo-verdiana, nesta que é a sua primeira visita ao país.

Lusa

  • Madonna diz que América nunca desceu tão baixo
    2:12

    Mundo

    No mundo artístico, foram várias as vozes que se levantaram contra Trump, entre elas Madonna. A cantora disse esta quinta-feira em Nova Iorque, a propósito do dia da tomada de posse, que nunca a América desceu tão baixo. Já o ator Matthew McConaughey - que está em Londres - garantiu que não ia perder a cerimónia pela televisão.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Videoclipe mostra mulheres a fazer tudo o que é proibido na Arábia Saudita
    1:55

    Mundo

    Um grupo de mulheres canta, dança e faz outras coisas proibidas na Arábia Saudita como forma de protesto. O vídeo é uma crítica social à forma como as mulheres islâmicas são tratadas pelos maridos. Na letra constam frases como "Faz com que os homens desapareçam da terra" e "Eles provocam-nos doenças psicológicas". A ideia partiu de um homem, Majed al-Esa e já conta com 5 milhões de visualizações.

    Patrícia Almeida