sicnot

Perfil

Desporto

Adeptos recebem Bruno de Carvalho à chegada a Cabo Verde

Uma centena de adeptos recebeu hoje o presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, à chegada a Cabo Verde, para uma visita de três dias, onde se recusou a falar sobre a atualidade do futebol português.

Bruno de Carvalho, presidente do Sporting.

Bruno de Carvalho, presidente do Sporting.

Andr\303\251 Kosters

À chegada ao Aeroporto Internacional Nelson Mandela, na cidade da Praia, o presidente do Sporting foi recebido por cerca de uma centena de adeptos vestidos a rigor, empunhando faixas de boas vindas e entoando cânticos de apoio ao clube de Alvalade.

"Bem-vindo Bruno Carvalho", "Cabo Verde quer o Sporting campeão" eram algumas das frases que se podiam ler na receção ao presidente 'leonino', com uma adepta a exibir um cachecol com o nome do avançado argelino Islam Slimani.

Questionado pelos jornalistas sobre se ficou mais aliviado pelo facto de o Slimani estar disponível para o dérbi de sábado com o Benfica, da 25.ª jornada da I Liga, Bruno de Carvalho escusou-se a responder, fazendo um paralelo com a realidade futebolística cabo-verdiana.

"Fiquei mais aliviado em saber que aqui também vai haver um dérbi [será também no sábado entre o Sporting da Praia e os Travadores, a sexta delegação do Benfica] e que ganhámos os dois na primeira volta", disse Bruno de Carvalho.

Perante a insistência dos jornalistas para comentar as declarações do presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, que disse que não queria ver o Slimani castigado para o dérbi, Bruno de Carvalho questionou: "Mas ele está cá?". E prosseguiu: "Eu estou em Cabo Verde".

Em Cabo Verde, o presidente 'leonino' disse que espera, durante a visita de três dias, poder "estar em comunhão com os sportinguistas, que tanto merecem que o Sporting os respeite".

Quanto ao futebol de Cabo Verde, Bruno de Carvalho disse que tem estado "num nível muito bom", esperando contribuir "cada vez mais" para a sua melhoria.

"Temos contribuído com a seleção, estiveram três ou quatro anos a trabalhar na Academia e agora esperamos ajudar cada vez mais", garantiu, lembrando também que o avançado cabo-verdiano Heldon é jogador do Sporting, embora esteja emprestado ao Rio Ave.

Por sua vez, o presidente do Sporting da Praia, Paulo Veiga, disse que, além da visibilidade, a sua equipa terá muito a ganhar com a visita do homólogo lisboeta, já que está a reforçar uma parceria com "um grande clube europeu" e com "um dos maiores formadores do mundo".

Durante os três dias em Cabo Verde, Bruno de Carvalho terá uma agenda cheia de contactos e o ponto alto será a inauguração quarta-feira das Escolas Academias do Sporting.

O líder leonino irá ainda assinar um protocolo com a congénere cabo-verdiana e inaugurar uma rua e um largo do Sporting na capital cabo-verdiana, nesta que é a sua primeira visita ao país.

Lusa

  • Corpos de portuguesas trasladados segunda-feira 
    1:27
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • Um encontro português (e inesperado) em alto mar
    2:38

    País

    A SIC tem estado a acompanhar a viagem de um navio-patrulha da Marinha Portuguesa, que está em missão de fiscalização junto à Terra Nova, no Canadá. Nos últimos dias, o navio cruzou-se com embarcações de Vila do Conde, um encontro inesperado e feliz para quem anda há mais de um mês em alto mar. 

  • Estado vai tomar posse de terras abandonadas

    País

    O Governo vai recorrer ao Código Civil para permitir que o Estado tome posse de terras ao abandono. À margem da entrevista ao Expresso, o primeiro-ministro anunciou que o Governo irá acionar o artigo 1345º do Código Civil, que estabelece que as coisas imóveis sem dono conhecido se consideram do património do Estado.

  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22