sicnot

Perfil

Desporto

Presidente da Federação de Futebol deseja rápida recuperação a Vicente Lucas

O presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, desejou rápidas melhoras ao ex-jogador Vicente Lucas, que considerou uma "grande glória" do Belenenses e da seleção portuguesa.

"Tendo tomado conhecimento da delicada situação de saúde do Vicente Lucas, grande glória do CF Os Belenenses, da seleção nacional e do futebol português, venho, em nome pessoal e da Federação Portuguesa de Futebol, endereçar-lhe os sentidos votos de um pronto restabelecimento e um regresso, tão cedo quanto possível, ao seio daqueles que tanto o estimam", lê-se numa mensagem publicada no sítio oficial do organismo.

O Belenenses tinha anunciado hoje o internamento, para cirurgia, do antigo futebolista Vicente Lucas, que fez parte da seleção portuguesa que disputou o Mundial1966 e sofre de gangrena no pé esquerdo.

Fernando Gomes considera que a "personalidade vincada e independente" e o "perfil de grande campeão" vão ajudar na recuperação de "uma das grandes glórias do futebol português e da seleção nacional, onde alinhou por 20 vezes".

"Homem bom e generoso de afetos, Vicente Lucas perdura na nossa memória como o jogador que enfrentou Pelé no inolvidável Mundial de 1966", lembra Fernando Gomes, que recorda que o ex-futebolista foi "distinguido recentemente na Gala 'Quinas de Ouro' como um dos melhores onze jogadores históricos do futebol português".

Irmão de Matateu, Vicente Lucas nasceu em Maputo e vestiu a camisola do Belenenses entre 1954/55 e 1966/67, tendo conquistado a Taça de Portugal, em 1959/60.

Terminou a carreira de futebolista aos 31 anos, devido a uma lesão na vista na sequência de um acidente de viação, em outubro de 1966, pouco depois de se ter celebrizado com a marcação a Pelé na vitória lusa frente ao Brasil, por 3-1, no Campeonato do Mundo, numa das 20 ocasiões em que vestiu a camisola das 'quinas'.

Lusa

  • Marcelo não comenta proposta sobre nomeação do governador do BdP
    0:14

    Economia

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar a proposta do grupo de trabalho para a reforma da supervisão financeira, que recomenda que o governador do Banco de Portugal seja nomeado pelo Presidente da República. Marcelo não quis comentar o assunto esta quarta-feira durante a tomada de posse do Reitor da Universidade de Lisboa.

  • Habitantes da favela da Rocinha temem novo episódio violento
    2:54

    Mundo

    Localizada no Rio de Janeiro, a Rocinha, maior favela do Brasil, foi palco de um tiroteio entre traficantes, no último fim de semana. Agora, pelo terceiro dia consecutivo, a polícia do Rio de Janeiro está a fazer um cerco em algumas favelas cariocas à procura de traficantes. A comunidade está assustada e receia que episódios violentos como este se repitam.