sicnot

Perfil

Desporto

Pinto da Costa reeleito e Antero Henrique na administração da SAD do FC Porto

A Assembleia Geral da FC Porto SAD reelegeu esta quinta-feira Pinto da Costa para a presidência do Conselho de Administração, que passa a contar com a presença de Antero Henrique, anterior diretor-geral, anunciou a sociedade gestora do futebol profissional do clube.

(Arquivo)

(Arquivo)

Paulo Duarte / AP

Em comunicado enviado da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a SAD dá conta de que a administração passa a ter sete elementos, em vez de cinco. Além do homem-forte do futebol nos últimos anos, entra José Américo Amorim, com funções não executivas, com o mesmo estatuto de Rui Vieira de Sá, mantendo-se como executivos Fernando Gomes, Adelino Caldeira e Reinaldo Teles.

O órgão magno da SAD portista reconduziu, todas com 99 por cento de votos favoráveis, as restantes presidências: Matos Fernandes (Assembleia Geral), Paulo Sá Fernandes (Conselho Fiscal) e Alípio Dias (Comissão de Vencimentos e Conselho Consultivo).

Entre os vários nomes dos órgãos que constituem a sociedade desportiva, destaque para a entrada de Emídio Gomes (presidente da Comissão de Coordenação de Desenvolvimento Regional do Norte - CCDRN) para membro da Comissão de Vencimentos, e do bispo do Porto, António Francisco dos Santos, para vogal do Conselho Consultivo.

Segundo o comunicado enviado à CMVM, esteve representado 83,78 por cento do capital social da Futebol Clube do Porto - Futebol SAD.

Lusa

  • Marcelo não comenta proposta sobre nomeação do governador do BdP
    0:14

    Economia

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar a proposta do grupo de trabalho para a reforma da supervisão financeira, que recomenda que o governador do Banco de Portugal seja nomeado pelo Presidente da República. Marcelo não quis comentar o assunto esta quarta-feira durante a tomada de posse do Reitor da Universidade de Lisboa.

  • Habitantes da favela da Rocinha temem novo episódio violento
    2:54

    Mundo

    Localizada no Rio de Janeiro, a Rocinha, maior favela do Brasil, foi palco de um tiroteio entre traficantes, no último fim de semana. Agora, pelo terceiro dia consecutivo, a polícia do Rio de Janeiro está a fazer um cerco em algumas favelas cariocas à procura de traficantes. A comunidade está assustada e receia que episódios violentos como este se repitam.