sicnot

Perfil

Desporto

Miguel Oliveira faz balanço "muito positivo" dos testes em Espanha

O piloto Miguel Oliveira fez hoje o 23.º tempo no terceiro e último dia de testes oficiais em Jerez de la Frontera, Espanha, onde fratura de um dedo sofrida há alguns dias complicou a sua missão

© Brandon Malone / Reuters

O vice-campeão do Mundo de Moto3, que este ano se estreia em Moto2, fez, no entanto, um balanço "muito positivo" de três dias de treino com a Kalex da equipa Leopard Racing no circuito andaluz.

"Hoje o objetivo era recuperar a confiança depois de um dia particularmente difícil e, fazendo um pouco a retrospetiva destes três dias, creio que o saldo é muito positivo", afirmou, citado em comunicado da sua assessoria de imprensa.

O almadense admitiu que perdeu "alguma confiança" após a queda registada no segundo dia, depois de a equipa ter centrado a sua atenção numa opção menos adequada.

"Quero, no entanto, olhar para o lado negativo destes testes de uma forma positiva: sabemos o que temos que fazer no próximo teste porque sabemos que o caminho que seguimos não funciona no que diz respeito ao 'setting' da moto e sabemos o que temos que fazer já para o Qatar", declarou.

Miguel Oliveira regressa agora a Portugal antes de partir para os últimos testes oficias no Qatar, antes do início oficial do campeonato a 20 de março, no circuito de Losail, admitindo que a prioridade é agora "encontrar as melhores sensações, o mais rapidamente possível".

No final das sessões de treino, Miguel Oliveira fez o 23.º tempo, com 1.44,516 minutos, a 2,441 segundos do primeiro, Sam Lowes.

Lusa

  • Curiosidades sobre o Mundial da Rússia
    3:08
  • Inocência e talento marcaram o 9.º dia de Mundial
    0:56
  • Ronaldo no País dos Sovietes: Algumas curiosidades
    1:54
  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • A queda aparatosa do selecionador do Brasil
    0:05
  • Dia de limpezas em Chaves após violenta tempestade
    2:44
  • Athanasia, uma mulher sem medo das alturas
    0:35

    Mundo

    É grega, chama-se Athanasia Athineau, tem 29 anos e pertence à unidade de forças especiais da Grécia. O salto que podemos ver é de 10 mil pés, mas Athanasia faz também saltos de 30 mil. Neste caso, caíu a uma velocidade de 250 quilómetros por hora antes de abrir o pára-quedas.

  • Talheres de Hitler vendidos por 14 mil euros

    Mundo

    Um conjunto de duas facas, três colheres e três garfos de prata, que pertencia a Adolf Hitler, foi vendido em Dorset, Inglaterra, pelo valor de 12.500 libras (aproximadamente 14.200 euros). O serviço de talheres foi criado no âmbito das celebrações do 50.º aniversário do ditador nazi.

    SIC