sicnot

Perfil

Desporto

Platini continua presidente da UEFA até decisão do tribunal do desporto

Michel Platini, que foi suspenso por seis anos, continuará como presidente da UEFA até que o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) tome uma decisão em relação ao recurso apresentado pelo francês.

© Denis Balibouse / Reuters (Arquivo)

"O Comité Executivo da UEFA confirmou a decisão tomada em janeiro, de que não programará uma eleição para a presidência enquanto não existir uma decisãoi do TAS em relação ao recurso de Michel Platini", indicou o organismo, em comunicado.

O Tribunal Arbitral do Desporto, a mais alta instância jurídica na esfera desportivo, revelou na quarta-feira que tomará uma decisão antes do início do Euro2016 de futebol, que decorrerá de 10 de junho a 10 de julho, em França.

Ainda na quarta-feira, Platini tinha apresentado recurso da suspensão de seis anos de toda a atividade no futebol.

O dirigente francês, presidente da UEFA desde 2007, está suspenso por ter recebido ilegalmente 1,8 milhões de euros de Joseph Blatter, antigo líder da FIFA, em 2011, por alegado trabalho de consultadoria realizado em 2002.

"No recurso ao TAS, Michel Platini pretende anular as decisões dos comités de Ética e Recurso da FIFA que o tornam inelegível para qualquer atividade relacionada com o futebol, no plano nacional e internacional, por seis anos", disse o TAS.

Depois de ter sido suspenso por oito anos pelo Comité de Ética, Platini recorreu para o Comité de Recurso da FIFA, que acabou por reduzir a pena para seis anos.

Logo depois de ter sido conhecida a decisão da instância de recurso, Platini anunciou que iria recorrer para o TAS.

No seu recurso, o francês, de 60 anos, pedia também que a decisão seja tomada antes da realização do Euro2016 de futebol, em França.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".