sicnot

Perfil

Desporto

Seis portugueses no "ranking" do L'Equipe dos cem melhores da Taça/Liga dos Campeões

Um "ranking" compilado pelo jornal francês L'Équipe dos cem maiores futebolistas da história da antiga Taça dos Campeões Europeus e da atual Liga dos Campeões, contempla seis futebolistas portugueses, cabendo a Cristiano Ronaldo o quinto lugar.

© Stefan Wermuth / Reuters

Esta lista "conta" uma história com mais de 60 anos que o L'Equipe decidiu 'comemorar', estabelecendo uma hierarquia de antigas glórias e estrelas de hoje, baseada unicamente nas respetivas estatísticas individuais e coletivas.

O primeiro dos futebolistas lusos do 'ranking' é Cristiano Ronaldo, posicionado em quinto lugar, seguido de Eusébio, que está em 12.º, depois Mário Coluna em 23.º, José Águas em 49.º, Deco em 85.º e, finalmente, Figo, em 99.º.

O primeiro da lista é o lendário Alfredo Di Stéfano, do Real Madrid, seguido de outra antiga glória dos 'merengues', Francisco Gento, com o terceiro posto a ser ocupado pelo italiano Paolo Maldini, à frente daqueles que são considerados os maiores futebolistas da atualidade, o argentino Lionel Messi, colocado na quarta posição, e o português Cristiano Ronaldo, quarto e quinto, respetivamente.

De sublinhar o 12.º lugar ocupado por Eusébio, à frente de craques de dimensão mundial como o holandês Joahn Cruyff, que é 14.º, e do francês Michel Platini, em 73.º.

Lusa

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28