sicnot

Perfil

Desporto

Gianni Infantino quer mais transparência na escolha dos Mundiais de futebol

O novo presidente da FIFA, Gianni Infantino, manifestou hoje a intenção de tornar mais transparente a seleção dos países organizadores dos próximos campeonatos do mundo de futebol.

© Hannah Mckay / Reuters

"Temos que fazer todos os possíveis para que se evite pensar o porquê de acontecerem coisas estranhas. O processo de eleição tem de ser transparente", ressalvou o suíço à cadeia televisiva BBC.

O líder da organização mundial de futebol, eleito em fevereiro, pretende apressar o processo de seleção dos anfitriões do Mundial de 2026, negando qualquer compromisso com a candidatura dos Estados Unidos.

"O processo de atribuição do Mundial de 2026 terá de ser correto. É um compromisso que pretendo cumprir, até porque é a credibilidade da FIFA que está em jogo".

A finalizar, o suíço mostrou total apoio às organizações de Rússia e Qatar para os mundiais de 2018 e 2022, recusando mudar os anfitriões dos próximos eventos depois das suspeições na atribuição dos votos.

"Houve muita especulação, mas nada de realmente concreto. Vamos concentrar-nos em trabalhar, de forma a ajudar a Rússia e o Qatar a alojar os melhores mundiais da história", completou.

Lusa

  • Marcelo de volta a casa após diagnóstico de gastroenterite aguda
    3:37
  • "Todas as decisões que tomei foi sempre a pensar no Sporting primeiro"
    2:08
  • Saransk tanto anseia por Ronaldo que até lhe fizeram um vídeo e uma música
    3:07
  • Portugal quer atrair imigrantes
    1:28

    País

    O Governo prepara-se para regularizar a situação de 30 mil imigrantes ilegais que vivem em Portugal. De acordo com a edição deste sábado do semanário Expresso, o Executivo pretende também abrir portas a 75 mil novos imigrantes por ano.