sicnot

Perfil

Desporto

Associações de futebol de Lisboa e Porto apoiam recandidatura de Fernando Gomes

As associações de Lisboa e do Porto manifestaram hoje o seu apoio a Fernando Gomes, que se recandidata à presidência da Federação Portuguesa de Futebol.

Em declarações difundidas pela assessoria de comunicação do candidato único, Nuno Lobo, líder associativo lisboeta, considera que Fernando Gomes "cumpriu globalmente com o que prometeu há quatro anos".

A equiparação do futebol profissional e não-profissional, o posicionamento do futebol português "nos mais altos patamares dos poderes decisórios do futebol europeu e mundial" e a construção da Cidade do Futebol são ainda destaque nas palavras de apoio do dirigente lisboeta.

Na mesma nota, Lourenço Pinto, presidente da Associação de Futebol do Porto, refere: "Tudo aquilo que foi feito nestes quatro anos define a capacidade do homem e a capacidade do grupo que ele lidera".

Destacando momentos como a organização da final dos Campeões Europeus em Lisboa, o Mundial de futebol de praia e a solidariedade com o movimento associativo, o dirigente portuense mostra-se convicto: "Temos de estar solidários com ele e apoiá-lo em todas as situações".

As eleições para a Federação Portuguesa de Futebol realizam-se em 4 de junho.

Lusa

  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.