sicnot

Perfil

Desporto

Capriati, antiga campeã de ténis, quer que Sharapova perca todos os títulos

A norte-americana Jennifer Capriati, antiga líder do ranking mundial de ténis e que abadonou o circuito em 2004, lançou duras críticas à russa Maria Sharapova, que acusou positivo num controlo antidoping realizado no último Open da Austrália.

MILES KENNEDY

Na sua conta oficial no Twitter, e sem se referir diretamente ao nome de Sharapova, Capriati defendeu que a russa "tem de ser despojada de todos os títulos que venceu".

"Qual é o interesse de alguém tomar um medicamento para o coração, que ajuda a recuperar mais rapidamente? A não ser que tenha um problema cardíaco", escreveu a antiga jogadora, que venceu três torneios do Grand Slam (dois Open da Austrália, em 2001 e 2002, e um Roland-Garros, em 2001).

Campeã olímpica nos Jogos Barcelona 92, Capriati foi detida em 1994 por posse de marijuana e aceitou integrar um programa de desintoxicação, motivando um dos maiores escândalos na altura no circuito feminino.

"Tive uma queda na minha carreira, mas nunca fiz batota. Nunca tive uma equipa de médicos paga a preço de ouro para encontrar forma de contornar os regulamentos", lembrou Capriati.

Sharapova, de 28 anos, revelou na segunda-feira que teve um controlo positivo a meldonium, uma substância que toma desde 2006 que se tornou proibida este ano, assumindo que não tinha visto a lista atualizada de produtos proibidos.

De acordo com a Federação Internacional de Ténis (ITF), a russa foi controlada a 26 de janeiro no Open da Austrália, num teste que revelou a presença dio produto proibido.

Segundo a ITF, por a substância estar entre as proíbidas pela Agência Mundial Antidopagem e pelo seu próprio programa antidoping, Maria Sharapova será suspensa preventivamente a partir de 12 de março, até que o caso esteja resolvido.

A russa, que venceu cinco torneios do Grand Slam, foi eliminada nos quartos de final do Open da Austrália, que se disputou no final de janeiro.

Lusa

  • Primeiro-ministro admite que retatório sobre Tancos possa ser "fabricado"
    2:06

    País

    O primeiro-ministro garante que o relatório divulgado pelo Expresso sobre o desaparecimento de armas em Tancos não é de nenhum organismo oficial e admite até que possa ser fabricado. Costa critica ainda o líder do PSD por ter comentado uma notícia que não confirmou. As Forças Armadas também negaram a existência de qualquer relatório sobre Tancos que o jornal reafirma existir e ser verdadeiro.

  • Maratona da democracia em Barcelona
    1:18

    Mundo

    Na Catalunha, milhares de pessoas alimentam o braço de ferro com Madrid. Em Barcelona decorre a maratona pela democracia, na Praça da Universidade. A iniciativa repete-se noutros 300 municípios da região.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.