sicnot

Perfil

Desporto

Presidente do Palermo confirma demissão de Iachini e diz que ele "enlouqueceu"

O presidente do Palermo confirmou hoje que o Giuseppe Iachini quer abandonar o clube, apenas três semanas depois de ter assumido o cargo de técnico da equipa de futebol, e considerou que o treinador italiano "enlouqueceu".

Giuseppe Iachini, treinador.

Giuseppe Iachini, treinador.

© Alessandro Garofalo / Reuters

"Ele não quer falar com ninguém no clube. Enlouqueceu, não é a mesma pessoa. Um presidente já não pode dizer anda sobre a equipa? É uma loucura", afirmou Maurizio Zamparini em declarações a uma rádio local.

De acordo com a imprensa italiana, o presidente do Palermo, conhecido pelos vários treinadores que já despediu desde que assumiu a liderança do clube, criticou a exibição da equipa na última jornada, após a derrota por 3-1 no campo do Inter Milão,

"Iachini é um idiota que faz a equipa jogar mal e que só sabe perder jogos. E depois, não sabe aceitar criticas. Tem uma mentalidade de perdedor e não quero saber dele", acrescentou Zamparini.

No dia 15 de fevereiro, Giuseppe Iachini, de 51 anos, regressou ao comando técnico do Palermo, quase três meses depois de ter sido demitido do cargo por Zamparini.

O Palermo teve 14 treinadores nas últimas quatro temporadas. Ao todo, Zamparini, que também foi dirigente no Venezia, já despediu 56 técnicos.

O Palermo ocupa a 17.ª posição do campeonato italiano, um ponto acima da zona de despromoção.

Lusa

  • Sete dos 23 arguidos do caso da Academia de Alcochete já têm cadastro
    1:59

    Crise no Sporting

    Sete dos 23 arguidos do caso da Academia de Alcochete já foram condenados por 22 crimes que cometeram no passado, mas nunca nenhum deles cumpriu pena de prisão ou prisão domiciliária. O juiz decretou a prisão preventiva na sequência das agressões à equipa do Sporting por entender que se tratou de um comportamento chocante, terrorista e a perversão do espírito desportivo.

  • Está a pensar ir à praia? Não se esqueça do guarda-chuva
    0:43
  • Abate de animais nos canis proibido a partir de setembro
    1:35

    País

    O abate de animais nos canis passa a ser proibido a partir de setembro. Só em 2017, foram mortos cerca de 12 mil cães e gatos, uma média de um abate por hora. O Governo lançou um programa de incentivos financeiros de um milhão de euros, que ainda está a decorrer.

  • Cabazes solidários oferecidos pelo Governo encontrados no lixo
    0:57
  • Colheita da cereja já arrancou no Fundão
    1:54

    País

    A colheita das primeiras cerejas da época já começou no Fundão. A campanha atrasou um mês em relação a anos anteriores, por causa do inverno que se prolongou, mas os produtores garantem que o fruto é de qualidade.