sicnot

Perfil

Desporto

Serena Williams elogia coragem de Maria Sharapova em assumir caso de doping

Serena Williams, número um do ténis mundial, elogiou hoje a honestidade e a coragem de Maria Sharapova de tornar público o seu controlo antidoping positivo no Open da Austrália.

© Thomas Peter / Reuters

"A maioria das pessoas ficaram surpresas e em choque [...] mas, ao mesmo tempo, [...] contentes porque ela foi franca, muito honesta e demonstrou muita coragem ao admitir o que fez", defendeu a norte-americana, numa conferência de imprensa organizada à margem de um encontro de exibição contra a dinamarquesa Caroline Wozniacki, em Nova Iorque.

Serena Williams recordou que Sharapova, positivo por meldonium num controlo realizado precisamente no dia do seu encontro dos quartos de final com a número um mundial no Open da Austrália, sempre demonstrou coragem em tudo o que fez.

No entanto, a vencedora de 21 títulos de 'Grand Slam' escusou-se a tecer comentários sobre a coincidência da data do positivo. "Não sou a pessoa indicada para colocar essa questão", afiançou.

A 26 de janeiro, a norte-americana bateu Sharapova por 6-4 e 6-1.

A tenista, de 28 anos, revelou na segunda-feira que teve um controlo positivo por meldonium, uma substância inserida dentro das "Hormonas e moduladores metabólicos" e que passou a fazer parte da lista de substâncias proibidas desde 01 de janeiro, mas desculpou-se assumindo que não tinha visto a lista atualizada enviada pela Agência Mundial Antidopagem (AMA).

A Federação Internacional de Ténis (ITF) suspendeu provisoriamente a russa, número sete do ranking mundial e vencedora de cinco 'Grand Slams', com a suspensão a iniciar-se a 12 de março e a vigorar até que o caso seja analisado.

Lusa

  • Os momentos que marcaram o 7.º dia de Mundial
    1:08
  • "Ronaldos nascem na Rússia como cogumelos"
    1:49
  • Os momentos descontraídos dos jogadores
    1:54
  • Ronaldo no País dos Sovietes: O humor russo
    1:32
  • Schulz responde a Trump: "é um especialista em estatísticas criminais"

    Mundo

    "Donald Trump é um especialista em estatísticas criminais: pagamentos a estrelas porno, contactos ilegais com russos e diretores de campanha presos". Foi assim que o deputado alemão Martin Schulz respondeu ao Presidente norte-americano, depois de este ter afirmado várias vezes que a criminalidade na Alemanha aumentou devido à imigração.

    SIC

  • "Vou pedir a alguém que dê esta notícia por mim". Jornalista emociona-se com o caso dos bebés mexicanos separados das famílias
    0:49