sicnot

Perfil

Desporto

Ex-presidente da federação venezuelana declara-se inocente

Rafael Esquivel, ex-presidente da Federação Venezuelana de Futebol e um dos suspeitos no processo que investiga casos de corrupção na FIFA, declarou-se hoje inocente perante um juiz de Nova Iorque.

Leslie Mazoch

Também antigo vice-presidente da Confederação Sul-americana de Futebol (Conmebol) Rafael Esquivel é suspeito de ter recebido 'luvas' de vários milhões de dólares na atribuição dos direitos de 'marketing' da Copa América.

Detido em Zurique, na Suíça, a 27 de maio do ano passado, com outros seis dirigentes, Rafael Esquivel foi extraditado na segunda-feira para os Estados Unidos, país que lidera a investigação, e foi ouvido no dia seguinte por um juiz.

Numa curta audiência, que durou menos de cinco minutos, Esquivel declarou-se inocente de todas as suspeitas de corrupção e branqueamento de capitais.

O advogado de Esquivel não solicitou a liberdade condicional para o seu cliente, alegando que ainda era "muito cedo", sendo provável que o faça na próxima audiência, a 13 de abril

A FIFA foi abalada por um escândalo de corrupção em maio de 2015, num processo aberto pela justiça dos Estados Unidos, que levou à acusação de 14 dirigentes e ex-dirigentes.

Lusa

  • Os números das eleições francesas
    0:50

    Eleições França 2017

    Os resultados definitivos mostram que Emmanuel Macron obteve 24% dos votos, na primeira volta das eleições francesas. Ficou quase três pontos à frente de Marine Le Pen, que conseguiu 21,3%. Os números oficiais, publicados pelo Ministério do Interior, dão ainda conta da taxa de abstenção: 22,2%, um ligeiro aumento face à primeira volta das presidenciais de 2012.

  • Estarão os portugueses a consumir vitamina D em excesso? 
    6:44
  • Investigadores criam nanovacina contra diferentes cancros

    Mundo

    Investigadores da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, desenvolveram uma nanovacina (vacina administrada através de partículas microscópicas) contra diferentes cancros, como o da pele, do cólon e do reto, numa experiência com ratos, revela um estudo publicado esta segunda-feira.