sicnot

Perfil

Desporto

Ex-presidente da federação venezuelana declara-se inocente

Rafael Esquivel, ex-presidente da Federação Venezuelana de Futebol e um dos suspeitos no processo que investiga casos de corrupção na FIFA, declarou-se hoje inocente perante um juiz de Nova Iorque.

Leslie Mazoch

Também antigo vice-presidente da Confederação Sul-americana de Futebol (Conmebol) Rafael Esquivel é suspeito de ter recebido 'luvas' de vários milhões de dólares na atribuição dos direitos de 'marketing' da Copa América.

Detido em Zurique, na Suíça, a 27 de maio do ano passado, com outros seis dirigentes, Rafael Esquivel foi extraditado na segunda-feira para os Estados Unidos, país que lidera a investigação, e foi ouvido no dia seguinte por um juiz.

Numa curta audiência, que durou menos de cinco minutos, Esquivel declarou-se inocente de todas as suspeitas de corrupção e branqueamento de capitais.

O advogado de Esquivel não solicitou a liberdade condicional para o seu cliente, alegando que ainda era "muito cedo", sendo provável que o faça na próxima audiência, a 13 de abril

A FIFA foi abalada por um escândalo de corrupção em maio de 2015, num processo aberto pela justiça dos Estados Unidos, que levou à acusação de 14 dirigentes e ex-dirigentes.

Lusa

  • "Até para o ano", a mensagem de Ronaldo para os adeptos do Real Madrid
  • Despenalização da eutanásia votada na terça-feira no Parlamento
    2:04
  • Há companhias aéreas a contratar. TAP é uma delas
    1:28

    Economia

    Com o crescimento do turismo, que continua a bater recordes, as companhias aéreas querem profissionais para reforçar as rotas com maior procura e oferecer novos destinos. Só a TAP prevê contratar mais 700 pessoas este ano para várias funções, incluindo 300 tripulantes de cabine e 170 pilotos.

  • O bombeiro herói que recebe 267 euros de pensão
    2:36
  • Funcionários dos EUA na Coreia do Norte para preparar cimeira
    2:19