sicnot

Perfil

Desporto

Layún integrou sem limitações treino do FC Porto

O FC Porto prosseguiu hoje a preparação da receção de sábado ao União da Madeira, para a 26.ª jornada da I Liga de futebol, já com o defesa mexicano Miguel Layún a trabalhar sem limitações.

M\303\201RIO CRUZ

Para colmatar as ausências de Marcano, André André, Brahimi, Evandro e Varela, entregues aos cuidados do departamento clínico dos 'dragões', o treinador José Peseiro chamou ao treino da equipa principal Caio, Victor Garcia e Francisco Ramos, da equipa B.

De acordo com a nota publicada no sítio portista, o defesa espanhol Marcano e o médio brasileiro Evandro efetuaram tratamento às respetivas lesões, Varela, trabalhou no ginásio, e o avançado argelino Brahimi evoluiu para treino condicionado.

No sentido inverso aos de André Caio, Victor Garcia e Francisco Ramos, e em relação ao treino de terça-feira, a sessão não contou com as presenças do guarda-redes José Sá e do avançado André Silva, que se encontram ao serviço do FC Porto B.

Os 'dragões' voltam ao trabalho pelas 10:30 de quinta-feira, no Olival, com uma sessão à 'porta fechada', finda a qual, pelas 13:00, José Peseiro fará a antevisão do jogo com o União da Madeira.

O FC Porto, terceiro classificado a seis pontos do líder Benfica, recebe no sábado o União da Madeira (15.º, com menos 30 pontos), pelas 20:45, a dirigir pelo árbitro Manuel Oliveira, da AF Porto.

Lusa

  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.

  • Inspetores do SEF cansados das promessas do Governo
    1:00

    País

    O sindicato do SEF garante que a segurança contra o terrorismo vai ser assegurada na greve de quinta-feira e sexta-feira nos aeroportos. Acácio Pereira, do sindicato, diz que os inspetores são quase escravos e que estão fartos das promessas do Governo. A greve deverá afetar cerca de 30 mil pessoas. 

  • Graça Fonseca, a primeira governante a assumir-se homossexual
    1:02

    País

    A secretária de Estado da Modernização Administrativa deu uma entrevista ao Diário de Notícias onde assume a sua homossexualidade. É a primeira vez que um governante português o faz. Graça Fonseca assume esta posição pública como uma "afirmação política".