sicnot

Perfil

Desporto

França prepara resposta a eventuais atentados durante o Europeu de futebol

A França está a testar respostas a hipotéticos atentados nas dez cidades que vão acolher jogos do Euro2016 de futebol, que antecipam ataques a espaços públicos, como tiroteios e lançamento de bombas a partir de drones.

© Benoit Tessier / Reuters

Os testes, que envolvem forças policiais e bombeiros, são uma resposta aos receios de ataques terroristas, agravados depois dos atentados de 13 de novembro, em Paris, que causaram a 130 mortos e centenas de feridos.

O Stade de France, que a 10 de julho vai ser palco da final do Euro2016, competição na qual Portugal marcará presença, foi um dos alvos dos atentados de novembro.

Os testes arrancaram há cerca de um mês e têm, segundo as autoridades, "decorrido com a máxima discrição".

Algumas das simulações levadas a cabo, incluíram um drone carregado com uma bomba química, que sobrevoou o estádio Aliianz Riviera, em Nice, um ataque com gases tóxicos em Saint-Étienne, e tiroteios nas estações de comboios de Bordéus e Marselha.

Outros dos cenários suscetíveis de ataques são as fan zone, zonas de concentração de adeptos.

Recentemente, o ministro francês do Interior, Bernard Cazeneucce, admitiu que a "ameaça terrorista no país nunca foi tão elevada".

Portugal vai disputar a fase final do Euro2016, que se inicia a 10 de junho, integrado no Grupo F, juntamente com Islândia, Hungria e Áustria.

Lusa

  • Organização do Euro 2016 recusa ideia de jogos à porta fechada por segurança
    1:14

    Desporto

    Faltam 100 dias para o arranque do Euro 2016 em França. A organização da prova espera poder contar com Michel Platini desde o início da competição e recusa a ideia de jogos à porta fechada por segurança. Jacques Lambert, presidente do Comité organizador do Europeu, garante que a segurança está a ser bem planeada entre todas a entidades envolvidas.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.

  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.