sicnot

Perfil

Desporto

França prepara resposta a eventuais atentados durante o Europeu de futebol

A França está a testar respostas a hipotéticos atentados nas dez cidades que vão acolher jogos do Euro2016 de futebol, que antecipam ataques a espaços públicos, como tiroteios e lançamento de bombas a partir de drones.

© Benoit Tessier / Reuters

Os testes, que envolvem forças policiais e bombeiros, são uma resposta aos receios de ataques terroristas, agravados depois dos atentados de 13 de novembro, em Paris, que causaram a 130 mortos e centenas de feridos.

O Stade de France, que a 10 de julho vai ser palco da final do Euro2016, competição na qual Portugal marcará presença, foi um dos alvos dos atentados de novembro.

Os testes arrancaram há cerca de um mês e têm, segundo as autoridades, "decorrido com a máxima discrição".

Algumas das simulações levadas a cabo, incluíram um drone carregado com uma bomba química, que sobrevoou o estádio Aliianz Riviera, em Nice, um ataque com gases tóxicos em Saint-Étienne, e tiroteios nas estações de comboios de Bordéus e Marselha.

Outros dos cenários suscetíveis de ataques são as fan zone, zonas de concentração de adeptos.

Recentemente, o ministro francês do Interior, Bernard Cazeneucce, admitiu que a "ameaça terrorista no país nunca foi tão elevada".

Portugal vai disputar a fase final do Euro2016, que se inicia a 10 de junho, integrado no Grupo F, juntamente com Islândia, Hungria e Áustria.

Lusa

  • Organização do Euro 2016 recusa ideia de jogos à porta fechada por segurança
    1:14

    Desporto

    Faltam 100 dias para o arranque do Euro 2016 em França. A organização da prova espera poder contar com Michel Platini desde o início da competição e recusa a ideia de jogos à porta fechada por segurança. Jacques Lambert, presidente do Comité organizador do Europeu, garante que a segurança está a ser bem planeada entre todas a entidades envolvidas.

  • Os apelos de Marcelo para a reforma do Estado
    1:36

    País

    O Presidente da República lamentou este sábado que o consenso para uma reforma do Estado seja um sonho adiado. No enceramento do congresso "Portugal no Futuro", Marcelo Rebelo de Sousa apelou a entendimentos em áreas estratégicas e defendeu que é preciso passar as palavras à ação, o quanto antes.

    Débora Henriques

  • Tragédia de Vila Nova da Rainha foi há uma semana
    7:18
  • Escutas da Operação Marquês "não podem servir de prova"
    1:36

    Operação Marquês

    As defesas de José Sócrates e de Ricardo Salgado queixam-se que as escutas do processo Marquês estão infetadas por um vírus informático. Os advogados dizem que tal como estão as escutas não podem servir de prova. No entanto, o Ministério Público diz que estão reunidas as condições para começar a contar o prazo para a abertura de instrução.

    Luís Garriapa

  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52