sicnot

Perfil

Desporto

Governo russo diz ter "muitas perguntas a fazer" à Agência Mundial Antidopagem

O ministro russo dos Negócios Estrangeiros afirmou hoje que o governo de Moscovo tem "muitas perguntas a fazer" à Agência Mundial Antidopagem (AMA) sobre a proibição da substância meldonium, que levou a tenista Maria Sharapova a acusar positivo.

© Mario Anzuoni / Reuters

"A recente situação em que existem tantas acusações e castigos aos principais atletas russos deixam o governo com muitas perguntas a fazer à AMA. Deve haver uma resposta profissional a perguntas profissionais", afirmou Sergei Lavrov em declarações a uma televisão russa.

Para o diplomata, a proibição de meldonium é uma prova que existe uma perseguição aos atletas russos, já que a substância foi criada no início dos anos 80 na Letónia, ainda na antiga União Soviética, e é fácil que ter acesso no país.

"Se calhar, o meldonium teve o azar de ter nascido Letónia soviética. Se tivesse aparecido quando a Letónia começou a fazer parte chamado mundo 'civilizado', de certeza que teria tido outro destino", considerou Lavrov.

Maria Sharapova revelou na segunda-feira que teve um controlo positivo a meldonium, uma substância que toma desde 2006 e que se tornou proibida este ano, assumindo que não tinha visto a lista atualizada de produtos proibidos.

De acordo com a ITF, a russa foi controlada a 26 de janeiro no Open da Austrália, num teste que revelou a presença do produto proibido, tendo a tenista reconhecido a existência da substância. Maria Sharapova será suspensa preventivamente a partir de 12 de março, até que o caso esteja resolvido.

A russa, que venceu cinco torneios do 'Grand Slam', foi eliminada nos quartos de final do Open da Austrália, que se disputou no final de janeiro.

Lusa

  • "A vitória de Bruno de Carvalho pode ser uma vitória de Pirro"
    1:01
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    As eleições para a presidência do Sporting realizam-se no próximo sábado e os comentadores d'O Dia Seguinte avaliaram já as hipóteses de vitória dos candidatos. Rui Gomes da Silva considera que a gravação que implicava José Maria Ricciardi não vai influenciar a decisão de voto. Já Paulo Farinha Alves acredita que Bruno de Carvalho vai vencer a eleição. Contudo José Guilherme Aguiar avisa as eleições podem não trazer estabilidade ao Sporting.

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • SIC revela relatório que provava falência do GES
    2:06
  • Sócrates acusa Cavaco de conspiração
    0:57
  • Bastidores do sambódromo: um espétaculo à parte
    3:22
  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22
  • Como a maioria de Esquerda gere as votações
    2:15

    País

    A gestão entre os partidos é feita diariamente mas nem sempre PCP e Bloco de Esquerda têm votado ao lado do Governo. A SIC ouviu um politólogo, que diz que o objetivo é cada um salientar as diferenças que os separam do PS. No entanto, também há exemplos que provam que nenhum dos partidos quer pôr em causa a estabilidade política.