sicnot

Perfil

Desporto

Jornalistas, "uma classe que não merece este tipo de colegas"

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, disse hoje que criticou alguns jornalistas, que acusa de mentirem para prejudicar o clube, para proteger "uma classe que não merece este tipo de colegas".

O Tribunal Arbitral do Desporto revogou hoje a suspensão de Bruno de Carvalho

O Tribunal Arbitral do Desporto revogou hoje a suspensão de Bruno de Carvalho

MIGUEL A. LOPES / Lusa

"Ao contrário de alguns 'jornalistas' não me escondo atrás de supostas fontes para mentir passando a responsabilidade do mesmo para outrem. Digo a verdade, desmascaro mentiras e digo claramente quem usa destas práticas indignas exatamente para proteção de uma classe que não merece este tipo de 'colegas'", escreveu o líder 'leonino' na sua página oficial no Facebook.

Esta quarta-feira, o Sindicato dos Jornalistas (SJ) criticou Bruno de Carvalho, por este ter identificado alguns profissionais que considera que mentem para prejudicar o clube, dizendo aos seus associados para agirem judicialmente contra o presidente do Sporting, além de anunciar que vai fazer uma exposição ao Governo, à Liga de clubes e à Federação Portuguesa de Futebol.

Dizendo ter sido surpreendido com o comunicado, Bruno de Carvalho diz que nada o "move contra jornalistas, antes pelo contrário", pois apenas não considera jornalistas "aqueles que envergonham a classe mentindo, que se escudam em fontes duvidosas ou falsas e que não dão a hipótese de contraditório aos visados".

"Uns usam as televisões, outros os jornais, outros revistas e outros blogues. Eu uso a minha página de Facebook que é a única ferramenta que tenho para informar devidamente as pessoas e para me defender e ao Sporting CP das mentiras constantes que são passadas às pessoas", escreveu.

Dizendo que também vai pôr um processo judicial à presidente do SJ, dizendo que terá de provar que fez "falsas acusações", garantindo que o seu uso da palavra é apenas "o direito e liberdade de informar" e de se "indignar com tudo" o que acha "impróprio e indigno".

"Manterei o meu total respeito pelos jornalistas. Manterei o meu direito a desmascarar todos aqueles que se escondem atrás dessa profissão para mentir e tentar manipular a opinião pública", concluiu.

Com Lusa

Hoje fui surpreendido com um comunicado do presidente dos jornalistas sindicalizados.Nesse comunicado fala de "...

Publicado por Bruno de Carvalho em Quarta-feira, 9 de Março de 2016
  • Este texto é sobre o bom senso. O bom senso que faltou a Passos Coelho quando, esta manhã, depois de uma visita pelas áreas ardidas de Pedrógão Grande, decidiu falar em suicídios. Passos não se referiu a tentativas, mas sim a atos consumados. Deu certezas. Disse que tinha conhecimento de “pessoas que puseram termo à vida” porque “que não receberam o apoio psicológico que deviam.”

    Bernardo Ferrão

  • Simplex+2017 promete simplificar burocracia
    1:08

    País

    Já está online o novo Simplex+2017, que vai simplificar a vida dos cidadãos, empresas e administração pública. Pagar impostos com cartão de crédito e ter o cartão de cidadão ou a carta de condução no telemóvel são alguns exemplos do que está previsto.

  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.