sicnot

Perfil

Desporto

Pelé vai leiloar mais de dois mil objetos que recordam a sua carreira

O lendário futebolista brasileiro Pelé vai leiloar mais de dois mil objetos pessoais, relacionados com a sua carreira, incluindo as três medalhas de campeão do Mundo e a bola com que marcou o seu milésimo golo, foi esta quinta-feira anunciado.

Francois Mori

A leiloeira Julien's Auctions, sedeada em Beverly Hills, Estados Unidos, informou, em comunicado, que o ícone vivo do futebol internacional, muitas vezes citado como o melhor jogador da história, doará parte dos lucros a um hospital de crianças no Brasil.

A coleção de Pelé será licitada durante três dias em Londres, entre 7 e 9 de junho, e incluirá itens recebidos durante os seus 21 anos de carreira enquanto futebolista.

"Após ter doado uma parte significativa da minha coleção à cidade de Santos (Brasil), decidi permitir aos fãs e colecionadores a aquisição de parte da minha história", disse Pelé, citado no documento da leiloeira.

Espera-se que o leilão possa gerar cerca de um milhão de dólares (cerca de 890 mil euros) se forem atingidos valores mais altos que os estimados no início da licitação.

A bola com que Pelé marcou o seu milésimo golo, o que aconteceu em novembro de 1969, no Estádio Maracanã, num jogo entre o Vasco da Gama e o seu Santos, pode chegar aos 45 mil euros (cerca de 50 mil dólares).

No lote de objetos, outro dos mais curiosos é o par de botas que usou no filme "Fuga para a vitória", no qual contracenou ao lado de Michael Caine e Sylvester Stallone.

Lusa

  • "Estão a gozar com os portugueses, esta abordagem tem de mudar"
    6:45

    Opinião

    José Gomes Ferreira acusa as autoridades e o poder político de continuarem a abordar o problema da origem dos fogos de uma forma que considera errada. Em entrevista, no Primeiro Jornal, o diretor adjunto da SIC, considera que a causa dos fogos "é alguém querer que a floresta arda". José Gomes Ferreira sublinha que não se aprendeu com os erros e que "estão a gozar com os portugueses".

    José Gomes Ferreira

  • "Os portugueses dispensam um chefe de Governo que lhes diz que isto vai acontecer outra vez"
    6:32

    Opinião

    Perante o cenário provocado pelos incêndios, os portugueses querem um chefe de Governo que lhes diga como é que uma tragédia não volta a repetir-se e não, como disse António Costa, que não tem uma fórmula mágica para resolver o problemas dos fogos florestais. A afirmação é de Bernardo Ferrão, da SIC, que questiona ainda a autoridade da ministra da Administração Interna para ir a um centro de operações, uma vez que é contestada por toda a gente.

  • Portugal precisa de "resultados em contra-relógio, após décadas de desordenamento florestal"
    1:18
  • Jornalista que denunciou corrupção do Governo de Malta morre em explosão

    Mundo

    A jornalista Daphne Caruana Galizia, que acusou o Governo de Malta de corrupção, morreu esta segunda-feira, numa explosão de carro. O ataque acontece duas semanas depois de a jornalista maltesa recorrer à polícia, para dizer que estava a receber ameaças de morte. A morte acontece quatro meses após a vitória do Partido Trabalhista de Joseph Muscat, nas eleições antecipadas pelo primeiro-ministro, após as alegações da jornalista, que o ligavam a si e à sua mulher ao escândalo dos Panama Papers. O casal negou as acusações de que teriam usado uma offshore para esconder pagamentos do Governo do Azerbaijão.