sicnot

Perfil

Desporto

Comité Olímpico Espanhol defende Rafael Nadal das críticas de doping

O Comité Olímpico Espanhol (COE) manifestou hoje, em comunicado, o apoio ao tenista Rafael Nadal, no âmbito das acusações de doping proferidas na terça-feira num programa televisivo francês pela ex-ministra francesa do Desporto Roselyne Bachelot.

© Naseem Mohammed Bny Huthil /

"Rafael Nadal é um dos melhores tenistas da história e, em toda a sua longa carreira, foi sujeito a inúmeros controlos antidoping, superados sempre com êxito", assinala o comunicado do COE no seu sítio oficial.

A declaração do Comité ripostou às acusações de Roselyne Bachelot, que acusou o tenista espanhol de ter simulado uma lesão, em 2012, para esconder um controlo positivo, alegando mesmo que as lesões prolongadas no ténis são fictícias e se devem a omissão de resultados de doping.

"O COE lamenta profundamente as declarações injustificadas de uma pessoa, que, pelo cargo que representou, deveria ter consciência que este tipo de acusações necessitam estar sustentadas em provas", finalizou o organismo.

Lusa

  • Como não perder Barack e Michelle Obama nas redes sociais

    Mundo

    Sair da Casa Branca implica mais que reunir objetos físicos: é preciso guardar também os tweets, os posts e todo o conteúdo digital produzido nos últimos oito anos pelo Presidente dos EUA e pela primeira-dama. A equipa de Barack Obama já preparou tudo para que nada se perca do seu legado digital.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.