sicnot

Perfil

Desporto

Federação grega recorre ao Supremo para impedir o cancelamento da taça

A Federação Grega de Futebol anunciou hoje que recorreu junto do supremo tribunal do país para reverter a decisão do governo em cancelar a presente edição da Taça, devido a incidentes com adeptos no jogo PAOK Salónica-Olympiacos.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Kostas Tsironis / Reuters

O organismo que rege o futebol helénico classificou a atitude do governo de Atenas e do ministro do desporto, Stavros Kontonis, como "inconstitucional e ilegal" e alertou que pode sofrer graves sanções da UEFA e FIFA, como a impossibilidade participar em competições internacionais.

"É uma decisão que viola as regras do desporto internacional, regras essas que asseguram a autonomia das federações nacionais e internacionais. Com isto, a Grécia arrisca ser expulsa da FIFA e da UEFA e assim impossibilitar de ter a seleção a competir em Europeus e Mundiais e os clubes em provas europeias", lê-se num comunicado da federação.

Na semana passada, a 03 de março, a Taça da Grécia desta temporada foi cancelada por decisão do governo, depois dos incidentes com adeptos registados na meia-final que opôs o PAOK e o Olympiacos, cuja equipa é treinada pelo português Marco Silva.

Em comunicado, o ministro grego dos Desportos, Stavros Kontonis, anunciou o "cancelamento definitivo" da competição, na sequência da "perturbação da paz social e da ordem legal".

Kontonis manifestou preocupação com as nomeações de árbitros para jogos importantes e pediu respostas à Federação Grega de Futebol.

Quando o Olympiacos vencia por 2-1 no terreno do PAOK, em jogo da primeira mão das meias-finais, o relvado foi invadido por adeptos da equipa da casa e das bancadas foram lançadas dezenas de tochas e bombas de fumo, levando o árbitro Andreas Pappas a interromper a partida, ao minuto 89. O treinador português Marco Silva foi, inclusivamente, atingido nas costas por uma garrafa.

Na época passada, o campeonato grego teve partidas adiadas, em sequência dos confrontos entre claques rivais.

Lusa

  • Jorge Sampaio dá as boas-vindas a 54 estudantes sírios que chegaram esta madrugada a Lisboa
    0:30

    País

    O avião da Força Aérea Portuguesa vindo de Beirute aterrou no Aeroporto Militar Figo Maduro, em Lisboa, às 4h30. Estes estudantes vão, numa primeira fase, frequentar um curso intensivo de português. Depois serão integrados em universidades e politécnicos de Lisboa, no âmbito do programa de bolsas de estudo de emergência para estudantes sírios dirigido por Jorge Sampaio.

  • Carlos César promete reforço da transparência de titulares de cargos políticos
    2:13

    País

    O recém re-eleito presidente do PS apontou reforço da transparência de titulares de cargos políticos como uma das prioridades do partido, no discurso que fez esta mmanhã no congresso socialista. Enquanto isso, à porta do Centro de Exposições da Batalha, lesados do BES esperavam Costa e César para exigir o cumprimento de promessa.

  • "Acabámos com o mito de que é a direita que sabe governar as finanças públicas"
    2:15
  • Conselhos sobre as novas regras de proteção de dados 
    2:08
  • Protestos em Gaza vão continuar promete Hamas
    1:19

    Mundo

    Na fronteira da Faixa de Gaza com Israel, dezenas de palestinianos ficaram feridos noutra sexta-feira de protesto contra o bloqueio israelita. O Hamas que controla o território diz que as manifestações vão continuar apesar da repressão.

  • Jogo é a 3.000 km de Madrid mas em Santiago de Bernabéu está tudo a postos para a festa
    1:49
  • Restaurantes para grávidas, rooftops e uma viagem pelo Douro vinhateiro
    12:58