sicnot

Perfil

Desporto

Ministro russo afirma que doping tem sido tema politizado no país

O ministro russo do Desporto, considerou hoje que o tema da dopagem entre atletas russos, que esta semana voltou à ribalta por vários casos de utilização da substância meldonium, tem sido politizado.

Pavel Golovkin

"A situação em torno do doping tem sido politizada e é artificial, é impossível fazer batota: os desportistas estão sob um controlo total", afirmou Vitali Muktó durante uma reunião do conselho do desporto russo, um órgão consultivo que integra personalidades ligadas ao desporto.

Mutkó admitiu que os recentes oito casos positivos em que foi detetado meldonium, entre os quais o da tenista Maria Sharapova, podem ser "presenças residuais nas amostras".

"No que se refere ao meldonium é difícil tirar conclusões. Já se percebeu que era um erro considerar que o organismo eliminava a substância em seis dias. A proibição foi decretada em janeiro, mas há resultados de dezembro", referiu.

O meldonium passou a fazer parte da lista de substâncias proibidas desde 01 de janeiro, inserido no capítulo "Hormonas e moduladores metabólicos".

Mutkó referiu que os médicos russos consideram que o meldonium é uma substância que demora muito mais tempo a ser eliminada: "Há elementos residuais que se conservam no organismo por mais de 100 dias".

No entanto, o ministro considerou que o país deve implementar um sistema de sanções contra o doping.

Em novembro de 2015, a Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF) suspendeu provisoriamente o atletismo russo de competições internacionais depois da Agência Mundial Antidopagem (AMA) ter difundido um relatório no qual denunciou um esquema sem precedentes, que envolvia até membros do próprio Estado.

Lusa

  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Houve "erros defensivos que normalmente a equipa não comete"
    0:38

    Desporto

    No final do jogo, quando questionado sobre a ausência de Casillas no onze do FC Porto, Sérgio Conceição referiu que a equipa apresentada era aquela que lhe oferecia garantias. Quanto ao jogo, o treinador portista reconheceu que a equipa cometeu vários erros defensivos.

  • "Cometemos erros e há que tentar corrigi-los"
    0:41

    Desporto

    No final do jogo em Leipzig, Iván Marcano desvalorizou a ausência de Iker Casillas e entendeu que o facto de o guarda-redes ter ficado no banco não teve impacto na equipa. Já sobre o jogo, o central espanhol garantiu que não correu da forma como os jogadores esperavam.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.