sicnot

Perfil

Desporto

Benzema responde a críticas do governo francês

O futebolista Karim Benzema respondeu esta terça-feira a vários membros do governo francês, que defendem a sua exclusão do Euro2016, salientando nas redes sociais o seu comportamento exemplar dentro dos relvados.

Reuters

Reuters

© Juan Medina / Reuters

"541 jogos disputados, zero cartões vermelhos, 11 amarelos. E alguns falam sobre o exemplo que dou?", ironizou na conta pessoal da rede social Twitter.

O avançado do Real Madrid, que continuou hoje o processo de recuperação da lesão muscular no centro de treinos de Valdebebas, ripostou perante as várias vozes que se têm oposto à sua possível convocatória para o Europeu de futebol, a realizar-se em França.

Depois do 'caso Valbuena', em que Benzema foi acusado de "cumplicidade e tentativa de chantagem" ao companheiro de seleção, punível com um mínimo de cinco anos de prisão, vários ministros do governo francês têm comentado a situação.

Hoje, em declarações à rádio RMC, foi o primeiro-ministro francês, Manuel Valls, a emitir a sua opinião: "Acho que ainda não há condições para Karim Benzema voltar à seleção francesa. Ele ainda está a ser investigado".

Lusa

  • Vidas de fogo
    12:04

    Reportagem Especial

    Este ano durante o período mais crítico dos fogos, estão no terreno quase dez mil operacionais, a maioria bombeiros voluntários. A Reportagem Especial da SIC deste domingo "Vidas de fogo" dá a conhecer histórias de bombeiros que sobreviveram às chamas enquanto serviam o país.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.