sicnot

Perfil

Desporto

Luís Filipe Vieira e Bruno de Carvalho castigados

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, e o presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, foram castigados com 23 e 19 dias de suspensão, respetivamente, revelou hoje o Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Luís Filipe Vieira, presidente do SL Benfica.

Luís Filipe Vieira, presidente do SL Benfica.

LUSA

De acordo com um comunicado do organismo, os dois dirigentes foram punidos pelo regulamento disciplinar relativo à lesão da honra da reputação dos intervenientes das competições profissionais.

No caso de Vieira, em causa estão as declarações proferidas após o Benfica-Rio Ave (3-1), da 10.ª jornada da I Liga, em que o presidente 'encarnado' deixou críticas à arbitragem.

"Gostava de ver amanhã (segunda-feira), nas manchetes dos jornais desportivos, o título roubo em letras bem grandes", afirmou o líder do emblema da Luz, que também terá que pagar uma multa de 1.020 euros.

Por seu lado, o castigo de Bruno de Carvalho refere-se também a afirmações sobre a arbitragem, neste caso depois do Sporting-Tondela (2-2), da 18.ª ronda do campeonato.

Nesse jogo, o presidente 'leonino' foi também expulso do banco de suplentes.

No mesmo comunicado, o CD da FPF anunciou também que Miguel Ribeiro, delegado do Rio Ave, ficará 45 dias suspenso e terá que pagar um multa de 1.530 euros, depois do embate entre o Sporting de Braga e os vila-condenses (5-1), na 19.ª jornada.

Lusa

  • "Putin é uma ameaça maior do que o Daesh"
    0:24

    Mundo

    O senador norte-americano John Mccain atacou Vladimir Putin dizendo que é uma ameaça maior do que o Daesh. O antigo candidato à Casa Branca acusa a Rússia de querer destruir a democracia ao tentar manipular o resultado das presidenciais dos Estados Unidos.

  • "Não podemos fazer de Lisboa uma cidade para turistas"
    2:44

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite da SIC, o mandato de Fernando Medina na Câmara de Lisboa. O comentador da SIC defendeu que o autarca tem "muitos problemas por resolver" e que a Câmara tem investido "mais na recuperação de zonas em que os lisboetas praticamente não conseguem ir". Sousa Tavares disse ainda que Lisboa não pode ser uma cidade para turistas.

    Miguel Sousa Tavares

  • "É muito importante ceder à tentação de se abolir a liberdade"
    1:06
  • Menos casos de sida em Portugal
    1:44