sicnot

Perfil

Desporto

Bayern Munique pela quarta vez na rota do Benfica

O Bayern Munique é o "todo poderoso" adversário do Benfica nos quartos de final da Liga dos Campeões em futebol, num duelo que se repete pela quarta vez e foi sempre claramente favorável aos bávaros.

Em 1995, para a Taça UEFA, o Benfica foi a Munique perder por 4-1. Jürgen Klinsmann fez o póquer.

Em 1995, para a Taça UEFA, o Benfica foi a Munique perder por 4-1. Jürgen Klinsmann fez o póquer.

© STR New / Reuters

A formação germânica é super favorita - como seria face a qualquer adversário nos quartos com exceção do FC Barcelona -, pelo passado face ao conjunto da Luz e a todos os outros clubes lusos, mas, sobretudo, pelo presente.

Nas últimas quatro temporadas, o Bayern chegou sempre às meias, conseguindo o título em 2012/13, um ano depois de ter sido finalista vencido, e tombado nessa fase em 2013/14 (Real Madrid) e 2014/15 (FC Barcelona).

Robben, Lewandowski, Thomas Müller, Neuer, Ribéry, Douglas Costa, Vidal, Alaba, Lahm ou Thiago Alcântara são algumas das 'estrelas' que Pep Guardiola tem ao seu dispor, numa época em que parece destinado a conseguir o tetra na Bundesliga.

O presente do Bayern, que cumpre a última época da era Guardiola, que vai rumar ao Manchester City e será substituído pelo italiano Carlo Ancelotti, assusta, tal como o passado, bastando lembrar que, a duas mãos, o conjunto da Baviera ultrapassou as nove eliminatórias frente a conjuntos lusos.

Os outros dois 'grandes' foram vítimas recentes, com o Sporting a levar um total de 12-1 (5-0 em casa e 7-1 em Munique) nos 'oitavos' da 'Champions' de 2008/09, para, na época passada, o FC Porto perder por 7-4, nos 'quartos': ainda venceu em casa por 3-1, mas caiu no Allianz Arena por 6-1.

A única vez que um conjunto português levou a melhor sobre os bávaros aconteceu na final da Taça dos Campeões de 1986/87, no Prater, em Viena, com o FC Porto a vencer por 2-1, depois de ter estado a perder, com tentos de Madjer e Juary.

O Benfica encontrou três vezes o Bayern Munique e nunca se livrou de derrotas pesadas, nomeadamente nos quartos da Taça dos Campeões de 1975/76, uma vez que, após um nulo na Luz, foi goleado por 5-1 na Alemanha. Marcou Nené.

Seis anos depois, na segunda eliminatória da prova rainha, o filme foi idêntico, com um empate a zero em Lisboa, seguido por um 4-1 em Munique, de novo com Nené a apontar o tento de honra dos encarnados.

O último embate foi ainda mais penoso para o Benfica, que até marcou dois golos - Dimas, em Munique, e Valdo, na Luz -, mas perdeu claramente os dois embates, por 4-1 e 3-1, na terceira ronda da Taça UEFA 1995/96. O avançado alemão Jürgen Klinsmann marcou seis dos sete tentos dos bávaros.

Curiosamente, sempre que encontrou o Benfica, o Bayern Munique atingiu a final das respetivas provas, vencendo a Taça dos Campeões em 1975/76 e a Taça UEFA em 1995/96. Em 1981/82, perdeu o título europeu para o Aston Villa (0-1).

O encontro da primeira mão dos quartos de final da Liga dos Campeões entre Benfica e Bayern Munique realiza-se a 05 de abril, na Allianz Arena, e o da segunda a 13 de abril, no Estádio da Luz, ambos às 19:45 de Lisboa.

Lusa

  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, fez 100 dias este sábado. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52