sicnot

Perfil

Desporto

Bélgica com várias baixas de peso para jogo particular com Portugal

A seleção belga de futebol vai defrontar Portugal, a 29 de março, sem algumas das suas principais estrelas, face às lesões de Kevin de Bruyne, Jan Vertonghen, Vincent Kompany e Eden Hazard.

© Yiannis Kourtoglou / Reuters

O selecionador Marc Wilmots divulgou hoje a lista de 23 convocados para o encontro particular frente a Portugal, de preparação para a fase final do Euro2016 de futebol em França, destacando-se a chamada de Thorgan Hazard, irmão de Eden Hazard, que alinha nos alemães do Borussia Moenchengladbach, e que há muito não fazia parte das opções dos "diabos vermelhos'

Entre os quatro jogadores lesionados, todos a alinhar em clubes ingleses, a situação mais preocupantes é a do defesa-central e 'capitão' Kompany (Manchester City), que deverá estar parado entre cinco a oito semanas, mas que deverá recuperar a tempo de participar no Europeu de França, além

Bélgica e Portugal defrontam-se a 29 de março, no estádio Rei Balduíno, em Bruxelas, a partir das 20:45 horas locais (19:45 de Lisboa).

Lista de convocados:

- Guarda-redes: Thibaut Courtois, Simon Mignolet e Jean-François Gillet.

- Defesas: Toby Alderweireld, Jason Denayer, Nicolas Lombaerts, Thomas Vermaelen, Guillaume Gillet, Jordan Lukaku, Dedryck Boyata e Bjorn Engels.

- Médios: Axel Witsel, Radja Nainggolan, Yannick Ferreira-Carrasco, Moussa Dembélé, Marouane Fellaini, Nacer Chadli, Thorgan Hazard e Dries Mertens.

- Avançados: Romelu Lukaku, Michy Batshuayi, Christian Benteke, Divock Origi.

  • Atividade económica regista crescimento

    Economia

    A atividade económica portuguesa está a crescer ao maior ritmo dos últimos 17 anos. O crescimento registado em setembro é o mais elevado desde janeiro de 2000. Já o consumo privado registou uma diminuição face a agosto.

    SIC

  • Aberta nova frente de guerra no Iraque
    1:20

    Mundo

    Uma nova frente de guerra no Iraque está aberta. O exército de Bagdade combate as forças curdas e luta pelo controlo da província petrolífera de Kirkuk. Na origem da ofensiva está o referendo não reconhecido à independência do Curdistão.