sicnot

Perfil

Desporto

Martins Indi e Danilo de regresso aos convocados do FC Porto

O defesa Martins Indi e o médio Danilo regressaram hoje aos convocados do FC Porto, para o jogo de sábado com o Vitória de Setúbal, no Bonfim, referente à 27.ª jornada da I Liga de futebol.

(arquivo/Lusa)

(arquivo/Lusa)

JOSE COELHO

Martins Indi e Danilo, que cumpriram uma partida de suspensão na receção ao União da Madeira (3-2), ocupam os lugares de Verdasca e Graça, dois dos quatro 'bês' chamados pelo treinador José Peseiro para o encontro da 26.ª jornada com os madeirenses.

De acordo com a nota publicada no sítio dos 'dragões', no treino desta sexta-feira, no Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia, no Olival, José Peseiro voltou a contar com Víctor García, Francisco Ramos e Graça, 'emprestados' ao plantel principal pelo FC Porto B.

Varela manteve o regime de treino condicionado, tendo voltado a fazer ginásio, onde também estiveram André André, tal como Marcano e Evandro, que ainda realizaram tratamento às lesões. Bueno limitou-se a efetuar tratamento depois de ter sido submetido a uma intervenção cirúrgica ao joelho esquerdo.

O FC Porto, terceiro classificado, a seis pontos do líder Benfica, defronta sábado o Vitória de Setúbal (13.º), no Bonfim (20:45), em jogo a dirigir pelo árbitro Manuel Mota, da Associação de Futebol de Braga.

Lista de 18 convocados:

- Guarda-redes: Casillas e Helton.

- Defesas: Maxi Pereira, Martins Indi, Miguel Layún, Chidozie, José Ángel e Víctor García.

- Médios: Rúben Neves, Sérgio Oliveira, Herrera, Danilo e Francisco Ramos.

- Avançados: Brahimi, Aboubakar, Marega, Corona e Suk.

Lusa

  • Partidos exigem explicações sobre transferências para offshores entre 2011 e 2014

    Economia

    O PS junta-se ao PCP, o Bloco de Esquerda e o PSD no pedido para a audição urgente do antigo e o atual secretário de Estado dos Assuntos Fiscais sobre a falta de controlo do Fisco às transferências de dinheiro para paraísos fiscais. Em causa está a transferência de 10 mil milhões de euros para offshores. O CSD é o único partido que ainda não se pronunciou.