sicnot

Perfil

Desporto

Seleção portuguesa de futebol concentra-se hoje em Cascais

Os 24 futebolistas convocados pelo selecionador Fernando Santos concentram-se hoje, ao final do dia, em Cascais, com destaque para Renato Sanches, que foi pela primeira vez chamado para os trabalhos da seleção principal de Portugal.

Renato Sanches, médio do Benfica de apenas 18 anos, é estreante na seleção principal de Portugal.

Renato Sanches, médio do Benfica de apenas 18 anos, é estreante na seleção principal de Portugal.

O médio do Benfica, de apenas 18 anos, faz parte das opções de Fernando Santos para os encontros particulares com Bulgária e Bélgica, agendados para final de março, que servem de preparação para a fase final do Euro2016.

Sanches e os restantes jogadores chamados pelo selecionador nacional têm de se apresentar numa unidade hoteleira de Cascais até às 22:00, sendo que Portugal só realiza o seu primeiro treino na terça-feira, no Estádio do Restelo, em Lisboa, ainda em hora a divulgar.

Fábio Coentrão, Tiago e João Moutinho, escolhas habituais de Santos, são ausências certas, todos devido a problemas físicos.

Portugal recebe a Bulgária, em Leiria, na sexta-feira, e quatro dias depois, a 29 de março, desloca-se a Bruxelas para defrontar a Bélgica.

No Campeonato da Europa, que vai decorrer de 10 de junho a 10 de julho, em França, Portugal vai disputar o Grupo F com a Áustria, Islândia e Hungria.

Lista dos 24 convocados:

- Guarda-redes: Anthony Lopes (Lyon/Fra), Eduardo (Dínamo Zagreb/Cro) e Rui Patrício (Sporting).

- Defesas: Bruno Alves (Fenerbahçe/Tur), Cédric(Southampton/Ing), José Fonte (Southampton/Ing), Eliseu (Benfica), Pepe (Real Madrid/Esp), Raphael Guerreiro (Lorient/Fra), Ricardo Carvalho (Mónaco/Fra) e Vieirinha (Wolfsburgo/Ale).

- Médios: Adrien Silva (Sporting), João Mário (Sporting), William Carvalho (Sporting), André Gomes (Valência/Esp), Bernardo Silva (Mónaco/Fra), Danilo Pereira (FC Porto) e Renato Sanches (Benfica).

- Avançados: Cristiano Ronaldo (Real Madrid/Esp), Danny (Zenit/Rus), Éder (Lille/Fra), Nani (Fenerbahçe/Tur), Rafa (Sporting Braga) e Ricardo Quaresma (Besiktas/Tur).

Lusa

  • Novo equipamento da seleção nacional
    0:31

    Desporto

    As camisolas que Portugal vai usar no Europeu de França já são conhecidas. O equipamento principal aposta no tradicional vermelho vivo, o verde aparece só numa risca, na parte lateral da camisola e na parte de trás do pescoço. O equipamento alternativo será verde, mas num tom mais claro do que o habitual.

  • Ex-diretor do Fisco desmente Núncio sobre transferências para offshores

    Economia

    O ex-diretor geral da Autoridade Tributária, José de Azevedo Pereira, acusou esta sexta-feira o ex-secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Paulo Núncio, de não ter autorizado a divulgação das polémicas transferências para paraísos fiscais, isto depois do antigo governante ter dito que a decisão pela não publicação tinha sido da responsabilidade do Fisco.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas.

  • Luaty Beirão agredido em manifestação em Luanda
    1:27

    Mundo

    Luanda tem sido palco de várias manifestações contra a forma como está a decorrer o processo eleitoral em Angola. Esta sexta-feira, uma dessas manifestações acabou em confrontos com as autoridades. Entre os manifestantes estava o ativista Luaty Beirão.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.