sicnot

Perfil

Desporto

Morreu Johan Cruyff

Morreu o antigo jogador e treinador de futebol holandês Johan Cruyff. Tinha 68 anos, foi vítima de cancro.

© Albert Gea / Reuters

O anúncio foi feito no site oficial de Cruyff:

"A 24 de março de 2016, Johan Cruyff (68) morreu em paz, em Barcelona, rodeado pela sua família e depois de uma dura luta contra o cancro. É com muita tristeza que pedimos respeito pela privacidade da família no decorrer do seu luto."

Com cancro no pulmão, a doença terá sido diagnosticada em outubro do ano passado.

Hendrik Johannes Cruijff foi operado ao coração em 1991 e desde então deixou de fumar e protagonizou uma campanha antitabágica.

"Na minha vida tive dois grandes vícios: fumar e jogar futebol. O futebol deu-me quase tudo na vida, ao contrário, fumar quase a tirou", era o lema da campanha protagonizada por Cruyff.

Na sua luta para deixar de fumar, Cruyff substituiu os cigarros por chupa-chupas, quando era técnico do FC Barcelona, clube que orientou entre 1988 e 1996.

Como jogador, Johan Cruyff evidenciou-se ao serviço de Ajax e seleção holandesa, tendo representado também os espanhóis do FC Barcelona e do Levante, e os norte-americanos LA Aztecs e Washington Diplomats.

Johan Cruyff iniciou a carreira de treinador em 1996 no Ajax, transferindo-se depois para o FC Barcelona, que orientou durante oito temporadas. Terminou a carreira de em 2012, depois de ter treinado durante quatro épocas a seleção da Catalunha.

Última atualização às 12:51/Com Lusa

  • "Fiquei absolutamente perplexo com a escolha de Elina Fraga"
    0:43

    País

    Rogério Alves diz que ficou perplexo com a escolha de Elina Fraga para a vice-presidência do PSD. Em declarações à TSF e Diário de Notícias, o antigo bastonário da Ordem dos Advogados lembra as divergências com o governo de Passos Coelho, sobretudo em matérias de justiça.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07