sicnot

Perfil

Desporto

Nacional Zagreb oferece dois milhões de euros a Ricardinho

Os croatas do Nacional de Zagreb pretendem oferecer ao internacional português Ricardinho, um dos melhores jogadores de futsal do mundo, um contrato de dois milhões de euros, por quatro épocas.

SRDJAN SUKI

A informação é avançada pelo portal Index, o qual cita fontes do clube croata e publica a carta que o Nacional dirigiu ao Inter Movistar, com a oferta que inclui um milhão de euros de indemnização ao clube espanhol.

O Nacional diz estar disposto a viajar até Madrid nos próximos dias para negociar a transferência de Ricardinho.

O clube croata, campeão no país nos últimos cinco anos, refere que está também disposto a apresentar ao Inter uma garantia bancária de três milhões de euros e que o salário anual de 500.000 euros seria o maior da história no futsal croata.

O ala português, de 30 anos, eleito melhor jogador do mundo em 2010 e 2014, passou na sua carreira pelo Miramar, Benfica, Nagoya Oceans, CSKA Moscovo e Inter Movistar.

Lusa

  • Passos nega que resultado das autárquicas ponham em causa liderança do PSD
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Marcelo garante que relações com Angola "estão vivas"
    1:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou esta segunda-feira as boas relações entre Portugal e Angola. À chegada a Luanda para a posse do novo Presidente angolano João Lourenço, o chefe de Estado português aproveitou para tomar um banho de mar.

  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.