sicnot

Perfil

Desporto

Rali de Portugal 2016 terá três inovações

O Rali de Portugal, que se realiza a norte de 19 a 22 de maio e integra o mundial, apresenta três inovações em relação a 2015, destacando-se o Porto Street Stage, num circuito de 1.850 metros na baixa.

O piloto português Carlos Sousa (Mitsubishi) viu-se, esta quinta-feira, forçado a abandonar a edição de 2016 do Rali Dakar, durante a quinta especial da prova de todo-o-terreno.

O piloto português Carlos Sousa (Mitsubishi) viu-se, esta quinta-feira, forçado a abandonar a edição de 2016 do Rali Dakar, durante a quinta especial da prova de todo-o-terreno.

NICOLAS AGUILERA/ EPA

A prova, ao fim da tarde do dia 20, terá duas passagens por uma classificativa espetáculo centrada na Avenida dos Aliados e em vários arruamentos adjacentes, com os espetadores a poder assistir a duas provas de classificação no mesmo espaço e praticamente em simultâneo.

Para o último dia, duas alterações significativas: as classificativas de Fafe e Vieira do Minho mantêm-se, mas esta última passa a contar com duas passagens: para isso, o troço foi encurtado em cerca de 10 quilómetros e termina à entrada da povoação de Angra.

Este ano, a entrega de prémios aos vencedores do Rali de Portugal vai decorrer na marginal de Matosinhos, com o mar como cenário de fundo.

A prova, que principia na quinta-feira junto ao castelo de Guimarães, tem uma extensão total de 1.684 quilómetros, dos quais 368 cronometrados, distribuídos por 19 classificativas.

Depois de Guimarães, os concorrentes seguem para a pista de ralicross de Lousada, onde, a partir das 19:00, decorre a única "Super Especial", com dois carros a correrem em simultâneo em pistas paralelas.

Na sexta-feira, a prova desloca-se para o Alto Minho, com três classificativas, as já conhecidas Ponte de Lima, Caminha e Viana do Castelo, contando cada uma com dupla passagem dos concorrentes, a primeira de manhã e a segunda durante a tarde.

Ao final da tarde, a partir das 19:00, realiza-se o Porto Street Stage, que integra as provas de classificação oito e nove.

No sábado, a caravana do WRC avança para a zona do Marão, com uma dupla passagem por três troços diferentes, igualmente reconduzidos da edição anterior -- Baião, Marão e Amarante, sendo este o mais longo de toda a prova, com 37,67 quilómetros.

Em quatro troços do rali -- Caminha, Baião, Amarante e Vieira do Minho --, os adeptos têm à disposição uma zona espetáculo especial, designada "Fun Zone", sendo que podem aceder à mesma a partir da noite anterior à prova.

Quanto ao público, limitado às zonas 'verdes', o seu acesso é feito mediante critérios como acessibilidade, visibilidade, espetacularidade e segurança, locais esses previamente preparados para os receber.

Lusa

  • Adeptos do Sporting gritaram "Joguem à bola"

    Desporto

    Depois da eliminação da Taça de Portugal, o autocarro do Sporting deixou o Estádio Municipal de Chaves em clima de grante tensão. Vários adeptos leoninos protestaram contra a equipa e pediram explicações.

  • Oposição diz que défice abaixo dos 2,3% se deve ao aumento de impostos
    2:24

    Economia

    O défice de 2016 vai ficar abaixo dos 2,3%, uma garantia dada pelo primeiro-ministro durante o debate quinzenal desta terça-feira. A oposição diz que o resultado é bom para o país mas que se deve a um aumento de impostos, feito pelo Governo no ano passado, e ao trabalho do PSD e do CDS nos anos anteriores.

  • Temperaturas negativas em várias zonas do país nos próximos dias
    1:57

    País

    O frio vai começar a fazer-se sentir nos próximos dias com as temperaturas a descerem para valores negativos em várias zonas do país. Em Lisboa, cinco estações de metro vão estar abertas durante a noite para albergar os sem-abrigo que também vão receber agasalhos e refeições quentes.

  • Medalha idêntica à de Anne Frank encontrada em campo nazi

    Mundo

    Um grupo de investigadores encontrou uma medalha praticamente igual à de Anne Frank, nas escavações ao campo nazi de extermínio Sobibor, na Polónia. Os especialistas do Memorial do Holocausto Yad Vashem em Israel acreditam que a medalha pertencia a Karoline Cohn, que pode ter conhecido Anne Frank.