sicnot

Perfil

Desporto

Scolari diz que "Este será o campeonato chinês mais disputado de sempre"

O treinador do Guangzhou Evergrande, o brasileiro Luiz Felipe Scolari, afirmou hoje que a atual edição da Superliga chinesa de futebol "será a mais disputada de sempre", face à "qualidade das contratações e evolução dos jogadores chineses".

© China Stringer Network / Reut

O antigo selecionador de Portugal e do Brasil e atual técnico dos pentacampeões chineses encontra, pelo menos, seis candidatos ao título.

"Este ano, teremos no mínimo seis equipas a disputar o título até ao final e mais quatro que deverão surpreender", afirmou Scolari, que chegou ao país asiático em 2015 para orientar o Guangzhou Evergrande.

No sábado, a formação comandada por Scolari, terceira classificada a um ponto do líder Jiangsu Suning, defronta o Beijing Guoan, no 'clássico' da quarta jornada.

Em 2015, o Guangzhou sagrou-se pentacampeão, após uma renhida luta frente ao Shanghai SIPG, conjunto orientado por Sven-Goran Eriksson, tendo vencido ainda a Liga dos Campeões asiática.

"Está a ser uma boa experiência", atirou o técnico brasileiro, à margem de uma conferência de imprensa no Estádio dos Trabalhadores, na zona oriental de Pequim.

No total, as 16 equipas que disputam a Superliga Chinesa de futebol investiram esta época cerca de 317 milhões de euros na contratação de jogadores estrangeiros, mais 92% do que gastaram na temporada interior.

O Guangzhou deu nas vistas ao comprar o ex-avançado do FC Porto Jackson Martínez, por 42 milhões de euros, aos espanhóis do Atlético de Madrid.

A contratação mais cara coube, no entanto, ao Jiangsu Suning, que pagou 50 milhões de euros pelo brasileiro Alex Teixeira.

A Superliga chinesa arrancou em março e decorre até outubro.

Lusa

  • As zonas de guerra que o fogo deixou
    3:13

    País

    A chuva finalmente ajudou na luta contra as chamas e o que fica agora é um cenário de devastação no norte e centro do país. Morreram 37 pessoas, arderam centenas de casas e empresas e há críticas severas à falta de meios.

  • O mapa das vítimas dos incêndios
    1:19

    País

    Aumentou para 37 o número de mortes na sequência dos fogos que assolaram a zona Centro do país desde o fim de semana. Feridos são pelo menos 71. Atualizamos aqui o mapa, segundo o último balanço da Proteção Civil.

  • Visto do céu, Portugal é um país que se vestiu de negro
    3:28
  • "Temos que cuidar dos feridos, temos que recuperar os territórios"
    1:02

    País

    O primeiro-ministro disse hoje que, depois das chamas apagadas, agora é o tempo de passar das palavras aos atos, de decidir e executar. Após uma visita a feridos dos incêndios, em Coimbra, António Costa confirmou que o Conselho de Ministros do próximo sábado vai transformar em medidas as recomendações feitas pela comissão técnica independente.

  • Homem morreu ao tentar salvar animais das chamas
    2:30
  • "Estou a ficar sem água, vai ser um trabalho inglório"
    1:06