sicnot

Perfil

Desporto

Ministério Público acusa agente da PSP que agrediu adeptos do Benfica em Guimarães

O Ministério Público acusou o subcomissário da PSP que agrediu dois adeptos do Benfica em Guimarães dos crimes de ofensa à integridade física qualificada, falsificação de documento e denegação de justiça e prevaricação, foi foi hoje divulgado.

(Arquivo)

(Arquivo)

Em nota publicada no seu site, a Procuradoria-Geral Distrital do Porto refere que o MP considerou indiciado que o arguido, Filipe Silva, "desferiu bastonadas" num cidadão, atingindo-o ainda com um joelho nas costas.

Segundo a mesma nota, o arguido "desferiu dois socos no rosto" a um outro cidadão.

Para o MP, o arguido, em ambos os casos, utilizou "de forma excessiva" os meios coercivos de que dispunha, "no âmbito dos poderes funcionais que lhe foram legalmente conferidos para o exercício da função policial".

Os factos remontam a 17 de Maio de 2015, pelas 20:30, logo após o final do jogo entre o Vitória Sport Club e o Sport Lisboa e Benfica, nas imediações da porta 16, do Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.

Os agredidos foram dois adeptos do Benfica, pai e filho, tendo a agressão sido presenciada por dois menores, netos e filhos das vítimas, respetivamente.

O MP considerou ainda indiciado que, posteriormente aos factos, o arguido "elaborou auto de notícia e relatório de uso de meios coercivos de baixa potencialidade letal, fazendo constar de tais elementos factos que não correspondiam à verdade, assim pretendendo justificar a conduta em que incorrera".

No auto de notícia, o subcomissário escreveu que o adepto filho lhe deu uma cuspidela, o ameaçou e o injuriou.

O MP imputa a Filipe Silva dois crimes de ofensa à integridade física qualificada, dois crimes de falsificação de documento e dois crimes de denegação de justiça e prevaricação.

Lusa

  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40

    Economia

    Carlos Moedas diz que Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas a propósito da saída do procedimento por défice excessivo. Em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF, o comissário europeu levanta dúvidas sobre a renegociação da dívida e garante que a escolha de Mário Centeno para a liderança do Eurogrupo vai depender do entendimento dos países do euro.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.