sicnot

Perfil

Desporto

AC Milan despede Sinisa Mihajlovic

O AC Milan anunciou hoje a demissão do treinador sérvio Sinisa Mihajlovic, na sequência de uma série de maus resultados no campeonato italiano de futebol, e nomeou Cristian Brocchi como técnico até final da época.

© Alessandro Garofalo / Reuters

"Sinisa Mihajlovic foi dispensado da função de treinador do AC Milan. O clube gostaria de agradecer a Mihajlovic pela sua dedicação e pelo trabalho empenhado desenvolvido ao longo da época", lê-se num comunicado do Milan.

Depois de acumular três derrotas e dois empates nos últimos cinco jogos na 'Serie A', a equipa 'rossonera' segue no sexto lugar, com 49 pontos, menos sete do que a Fiorentina (5.º), e arrisca-se a ficar fora das competições europeias. A seis jornadas do final, o campeonato é liderado pela Juventus, com 76 pontos.

O antigo internacional sérvio, de 47 anos, chegou esta temporada ao Milan depois de duas épocas na Sampdoria. Antes, foi selecionador do seu país e orientou a Fiorentina, o Catânia e o Bolonha, clube em que e iniciou como treinador principal.

Para substituí-lo, o Milan apontou o antigo jogador Cristian Brocchi, treinador da equipa de sub-20, que "vai ficar responsável pela equipa principal até ao final da época".

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.