sicnot

Perfil

Desporto

Benfica recebe Bayern com lotação esgotada

O jogo entre Benfica e Bayern Munique, da segunda mão dos quartos-de-final da Liga dos Campeões em futebol, marcado para quarta-feira, terá lotação esgotada, anunciou hoje o clube da Luz.

JOS\303\211 SENA GOUL\303\203O

"O Benfica informa que já não há bilhetes para o jogo da segunda mão dos quartos de final da Liga dos Campeões entre Benfica e Bayern de Munique", refere o clube no seu site oficial.

Na segunda-feira, os encarnados já tinham apenas 300 ingressos disponíveis, num estádio com capacidade para mais de 65.000 pessoas.

O jogo, que será arbitrado pelo holandês Bjorn Kuipers, disputa-se na quarta-feira a partir das 19:45, numa eliminatória em que os bicampeões portugueses estão em desvantagem depois de perderem em Munique.

No jogo da primeira mão a equipa germânica venceu por 1-0, com o único golo a ser marcado logo aos dois minutos, por intermédio do médio internacional chileno Arturo Vidal.

Na segunda mão o técnico benfiquista, Rui Vitória, não poderá contar com o avançado internacional brasileiro Jonas, melhor marcador da equipa, que cumpre castigo, e o extremo argentino Gaitán está em dúvida, devido a lesão, e hoje não treinou.

Com Lusa

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.