sicnot

Perfil

Desporto

Taça grega volta a ser disputada após suspensão por confrontos

O representante da FIFA Kostakis Koutsokoumnis anunciou hoje que a Taça da Grécia vai voltar a ser disputada, cumprindo o anseio da entidade que tutela o futebol internacional, após suspensão provisória da competição por confrontos.

"Chegámos a um acordo. Existe um compromisso em voltar a ter a Taça da Grécia", comunicou Koutsokoumnis, que acumula o cargo de presidente da Federação Cipriota de Futebol com as funções na FIFA, depois de reunião com o ministro do Desporto e com o presidente da Federação de Futebol helénicos.

Há um mês, o ministro do Desporto grego, Stavros Kontonis, tinha anunciado a suspensão da taça, após confrontos ocorridos na primeira mão da meia-final entre PAOK e Olympiacos, em Salónica, a 2 de março. O árbitro interrompeu o jogo por falta de condições de segurança, depois de o treinador português Marco Silva ter sido atingido por uma garrafa.

Apesar da decisão provisória, motivada por receio de um acréscimo de violência, a FIFA alertou a Grécia para a possível exclusão dos clubes e seleções do país de futuras competições internacionais, estabelecendo um prazo para a decisão oficial até 15 de abril.

Agora, o responsável da FIFA adiantou não só o recomeço da prova, como as possíveis medidas preventivas a aplicar: "Os jogos podem ser organizados fora de Atenas. Se calhar sem espetadores ou, unicamente, com crianças no recinto. Vai ser decidido na sexta-feira."

A segunda mão do jogo interrompido estava marcada para 7 de abril, com o Olympiacos a receber o PAOK, ficando agora por saber a data e o recinto da partida, mantendo-se até a possibilidade de se nomearem árbitros estrangeiros para a restante competição.

Lusa

  • Obama acredita que Guterres será um bom líder da ONU
    0:53

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar de perto com os Estados Unidos na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido esta sexta-feira por Barack Obama, na Casa Branca, onde foi elogiado pelo ainda Presidente.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.