sicnot

Perfil

Desporto

Associação irlandesa quer apurar "todos os factos relevantes" no caso da morte do lutador português

O atleta João "Rafeiro" Carvalho, praticante de Artes Marciais Mistas (MMA), morreu na segunda-feira à noite, num hospital de Dublin, onde deu entrada em estado crítico depois de um combate na capital irlandesa. John Kavanag, da Associação Irlandesa de Lutas Amadoras, assistiu ao combate e, segundo o site da BBC, garante que a organização que representa vai trabalhar para apurar "todos os factos relevantes" do incidente que levaram à morte do lutador português.

João Carvalho, praticante de MMA, morreu na segunda-feira à noite, num hospital de Dublin, após um combate na capital irlandesa.

João Carvalho, praticante de MMA, morreu na segunda-feira à noite, num hospital de Dublin, após um combate na capital irlandesa.

KO Media

John Kavanag é também treinador de McGregor, campeão da modalidade.

Através do Facebook, a Federação Internacional de Artes Marciais Mistas também manifesta "as mais profundas condolências à família e amigos" e diz aguardar por dados mais concretos para se pronunciar.

"Estamos a reunir informação com o apoio da Associação Irlandesa de Lutas Amadoras e a aguardar pela divulgação dos relatórios médicos oficiais. Até lá, não podemos comentar este incidente isolado e muito triste, a não ser dizer que oferecemos o nosso apoio", conclui.

No seu primeiro combate internacional, no evento Total Extreme Fight, disputado no National Boxing Stadium, em Dublin, João Carvalho, de 28 anos, foi derrotado por KO técnico pelo irlandês Charlie Ward, considerando a sua equipa que "foram cumpridas todas as regras de segurança" e que "a arbitragem seguiu todos os procedimentos corretos e habituais".

"João Carvalho sentiu-se mal, cerca de 20 minutos depois do final do combate. Ainda no local, foi imediatamente assistido pela equipa médica presente, sendo depois transportado rapidamente para o Hospital Beaumont, onde foi submetido a uma intervenção cirúrgica cerebral, após a qual o atleta permaneceu em estado crítico durante as 48 horas seguintes, acabando por falecer nesta segunda-feira", acrescenta a nota subscrita pelo responsável da equipa, Vítor Nóbrega.

"Embora sejam conhecidos os riscos deste desporto, o falecimento de João Carvalho (...) foi uma enorme infelicidade, que deixa profundamente tristes e consternados, tanto a sua família, como toda a equipa Nóbrega Team", aos quais expressa "as mais sinceras condolências", acrescenta Vítor Nóbrega.

  • Jovem que morreu numa estância de esqui em Espanha sofreu um aneurisma
    1:26
  • Cunhado do Rei de Espanha em liberdade sem caução

    Mundo

    Inaki Urdangarin vai mesmo aguardar o desenrolar do recurso em liberdade na Suíça, onde o marido da Infanta Cristina tem residência oficial e onde terá de se apresentar às autoridades uma vez por mês, para além de estar obrigado a comunicar qualquer deslocação fora da Europa. De fora fica ainda o pagamento da caução de 200 mil euros pedida pelo Ministério Público espanhol.

  • Três letras de Zeca Afonso

    Cultura

    No dia em que se assinalam 30 anos da morte de Zeca Afonso, Raquel Marinho, jornalista da SIC e divulgadora de poesia portuguesa contemporânea, escolhe três letras do cantor e autor para dizer, em forma de homenagem.

    Raquel Marinho

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • "Isto é uma mentira e tem carimbo de Estado"
    2:12

    Opinião

    O preço das botijas de gás em Portugal duplicou nos últimos 15 anos. José Gomes Ferreira esteve no Jornal da Noite, da SIC, onde explicou este aumento, lembrando que a classe política prometeu que se houvesse mais empresas a operar no mercado, os preços desciam. Contudo, José Gomes Ferreira diz que "isto é uma mentira e tem carimbo de Estado". O Diretor-Adjunto de Informação SIC explicou que como o mercado é livre, os operadores vendem aos preços mais altos que podem, deste modo os preços não variam muito entre uns e outros.

    José Gomes Ferreira