sicnot

Perfil

Desporto

FC Porto regressa ao trabalho com quatro baixas e jogadores da equipa B

O guarda-redes Caio e o médio Francisco Ramos, da equipa B, integraram esta quarta-feria o treino do plantel principal do FC Porto, no regresso ao trabalho para a receção ao Nacional, da 30.ª jornada da I Liga de futebol.

ESTELA SILVA

Caio e Francisco Ramos foram chamados pelo treinador José Peseiro para a preparação do jogo com o Nacional, em que o FC Porto procurará inverter os resultados negativos averbados na receção ao Tondela (0-1) e na visita ao Paços de Ferreira (1-0).

De acordo com a nota publicada no sítio dos portistas, e no que respeita ao boletim clinico, os espanhóis Marcano e Bueno efetuaram tratamento às respetivas lesões, enquanto o brasileiro Evandro e André André realizaram treino condicionado e trabalho de ginásio.

Evandro e André André, ainda de acordo com a informação dos portistas, e comparativamente ao defesa Marcano e ao avançado Bueno, estão mais adiantados na recuperação.

O plantel dos dragões volta a treinar pelas 10:30 de quinta-feira, novamente no Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia, no Olival, com uma sessão à porta fechada.

O FC Porto, terceiro classificado, a 12 pontos do líder Benfica, e a 10 do Sporting (2.º), recebe no domingo o Nacional (9.º), no Dragão, pelas 20:30 horas, em jogo a dirigir pelo árbitro Luís Ferreira, da Associação de Futebol de Braga.

  • Bataglia deixou passar 12 milhões pela sua conta a pedido de Salgado
    2:05

    Operação Marquês

    O presidente da Escom e arguido na Operação Marquês Helder Bataglia terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates. O amigo de Sócrates e Bataglia terão combinado várias formas de não levantar suspeitas. A notícia é avançada pelo jornal Expresso na edição deste sábado.

  • Patrões não aceitam alterações ao acordo de concertação social
    2:25

    Economia

    As confederações patronais foram esta sexta-feira ao Palácio de Belém dizer ao Presidente da República que não aceitam que o Parlamento faça alterações ao acordo de concertação social. Os patrões dizem ainda ter esperança que o Parlamento não chumbe o decreto-lei que reduz a TSU das empresas com salários mínimos.

  • Dirigente derrotado da Gâmbia concorda em ceder poder

    Mundo

    O ex-presidente e candidato derrotado das eleições na Gâmbia, Yahya Jammeh, concordou em ceder o poder ao novo Presidente do país, empossado na quinta-feira, indicou esta sexta-feira um responsável governamental senegalês.