sicnot

Perfil

Desporto

Proprietária do Marselha coloca o clube à venda

A proprietária do Olympique de Marselha (OM), Margarita Louis-Dreyfus, colocou à venda o clube de futebol, numa carta enviada aos simpatizantes e associados a que o canal de TV BFM teve acesso e divulgou hoje.

© Gonzalo Fuentes / Reuters

"Entendo a vossa frustração de não ver OM ser capaz de competir ao mais alto nível e venho informá-los que tomei a decisão de vender o clube ao melhor investidor possível", referiu no texto Margarita Louis-Dreyfus, que partilha com o marido a propriedade do clube desde 1996.

A dona do Marselha informou, ainda, os sócios que irá informar o presidente da Câmara da cidade e os adeptos assim que selecionar o comprador do clube e fez saber que o preço "não é a primeira preocupação", mas antes a "capacidade do novo acionista principal construir uma equipa capaz de alcançar o sucesso ao mais alto nível".

A mulher de negócios de nacionalidade russa, cujo marido Robert Louis-Dreyfus morreu em 2009, explicou ter tomado esta decisão devido ao clima que rodeia o OM.

Os adeptos do clube têm pedido insistentemente nos últimos dias a saída do presidente Vincent Labrune e de Margarita Louis-Dreyfus, numa altura em que a equipa não ganha um jogo em casa desde 13 de setembro de 2015 e que está apenas seis pontos acima da 'linha de despromoção' na tabela classificativa do campeonato gaulês quando faltam cinco jornadas para o fim.

"Há sete anos que o meu marido e pai dos meus filhos, que tinha uma grande paixão pelo OM, nos deixou e, por respeito à sua memória, eu, que tinha outras tarefas e responsabilidades importantes, nunca abandonei o clube e dei o meu melhor para que atingisse o sucesso", disse a principal acionista do clube, acrescentando ter colocado a título pessoal várias dezenas de milhões de euros no clube.

Margarita Louis-Dreyfuss, regularmente visada pelos adeptos do OM em cartazes hostis, numa fase em que a equipa acumula resultados negativos, explicou a sua ausência do Vélodrome nas últimas semanas com problemas de saúde graves de um dos seus filhos.

Lusa

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28