sicnot

Perfil

Desporto

Proprietária do Marselha coloca o clube à venda

A proprietária do Olympique de Marselha (OM), Margarita Louis-Dreyfus, colocou à venda o clube de futebol, numa carta enviada aos simpatizantes e associados a que o canal de TV BFM teve acesso e divulgou hoje.

© Gonzalo Fuentes / Reuters

"Entendo a vossa frustração de não ver OM ser capaz de competir ao mais alto nível e venho informá-los que tomei a decisão de vender o clube ao melhor investidor possível", referiu no texto Margarita Louis-Dreyfus, que partilha com o marido a propriedade do clube desde 1996.

A dona do Marselha informou, ainda, os sócios que irá informar o presidente da Câmara da cidade e os adeptos assim que selecionar o comprador do clube e fez saber que o preço "não é a primeira preocupação", mas antes a "capacidade do novo acionista principal construir uma equipa capaz de alcançar o sucesso ao mais alto nível".

A mulher de negócios de nacionalidade russa, cujo marido Robert Louis-Dreyfus morreu em 2009, explicou ter tomado esta decisão devido ao clima que rodeia o OM.

Os adeptos do clube têm pedido insistentemente nos últimos dias a saída do presidente Vincent Labrune e de Margarita Louis-Dreyfus, numa altura em que a equipa não ganha um jogo em casa desde 13 de setembro de 2015 e que está apenas seis pontos acima da 'linha de despromoção' na tabela classificativa do campeonato gaulês quando faltam cinco jornadas para o fim.

"Há sete anos que o meu marido e pai dos meus filhos, que tinha uma grande paixão pelo OM, nos deixou e, por respeito à sua memória, eu, que tinha outras tarefas e responsabilidades importantes, nunca abandonei o clube e dei o meu melhor para que atingisse o sucesso", disse a principal acionista do clube, acrescentando ter colocado a título pessoal várias dezenas de milhões de euros no clube.

Margarita Louis-Dreyfuss, regularmente visada pelos adeptos do OM em cartazes hostis, numa fase em que a equipa acumula resultados negativos, explicou a sua ausência do Vélodrome nas últimas semanas com problemas de saúde graves de um dos seus filhos.

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.