sicnot

Perfil

Desporto

Tenista Djokovic eliminado na segunda ronda do Masters 1000 de Monte Carlo

O tenista sérvio Novak Djokovic, número um mundial, caiu hoje na segunda ronda do Masters 1000 de Monte Carlo, ao ser derrotado pelo checo Jiri Vesely, em três 'sets'.

© Eric Gaillard / Reuters

Primeiro cabeça de série do torneio monegasco, o líder do 'ranking' mundial perdeu com o 55.º jogador mundial, pelos parciais de 6-4, 2-6 e 6-3, em duas horas e seis minutos.

"Esta é a prova que ninguém é imbatível. É algo que já aconteceu tantas vezes na minha carreira, não é a primeira vez. Não é fácil perder um encontro e aceitar a derrota imediatamente depois de sair do 'court'. Mas tenho de dar os parabéns ao meu adversário, que jogou muito sólido", analisou Djokovic.

O feito de Jiri Vesely, que impôs a segunda derrota da época a Djokovic no circuito ATP, é ainda maior uma vez que o campeão em título estava imbatível em torneios Masters 1000 desde que perdeu na final de Cincinnati, nos Estados Unidos, com Roger Federer, em agosto de 2015.

O número um mundial só tinha uma derrota este ano, motivada pelo abandono no torneio do Dubai, no encontro com o espanhol Feliciano López, devido a um problema no olho direito.

Antes de Monte Carlo, 'Djoko' venceu quatro dos cinco torneios que disputou no início da temporada, incluindo o Open da Austrália, primeiro 'Grand Slam' do ano, e os Masters 1000 de Indian Wells e Miami.

No seu primeiro encontro em terra batida desde a sua derrota na final de Roland Garros frente a Stanislas Wawrinka, em junho do ano passado, evidenciou dificuldades pouco comuns no seu jogo.

"Há muito poucas coisas positivas que posso retirar do encontro de hoje. Joguei muito, muito mal", reconheceu.

Lusa

  • As primeiras decisões do Presidente Trump
    1:39
  • "Há sobretudo um fosso entre o discurso que Trump faz e os de Obama"
    6:13

    Opinião

    Cândida Pinto e Ricardo Costa analisaram a tomada de posse de Donald Trump. O diretor de informação da SIC disse que o discurso de Trump "mexe com a sua base de apoio" e defende que "a grande questão não vai ser a relação com a Rússia, mas sim com a China". Já a Editora de internacional disse que o discurso foi "voltado para dentro, nacionalista, partidarista, com ataque à elite de Washington".

    Ricardo Costa e Cândida Pinto

  • Celebridades protestam contra Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Cantora brasileira conhecida pela "Lambada" terá sido assassinada
    1:25

    Mundo

    Terá sido assassinada a cantora brasileira conhecida em Portugal pela "lambada", um ritmo que marcou o fim dos anos 90. Foi encontrada carbonizada dentro do próprio carro depois de assaltada em casa. Três suspeitos suspeitos do homicídio da cantora Loalwa Braz foram já detidos.