sicnot

Perfil

Desporto

Dunga não clarifica se conta com Neymar para Olímpicos ou Copa América

O selecionador brasileiro fugiu hoje à pergunta se conta com Neymar para os Jogos Olímpicos ou se prefere que o futebolista do FC Barcelona participe na Copa América.

© Xavier Galiana / Reuters

"O importante é contar com os melhores jogadores em todas as competições", disse Dunga, em declarações após o sorteio dos grupos para os Jogos do Rio.

O selecionador do Brasil sublinhou o respeito que tem por todos os clubes e recordou que estes "são proprietários dos direitos dos jogadores", quando se sabe que o FC Barcelona só deu permissão à convocatória de Neymar para a seleção canarinha para uma de duas competições, a Copa América, que se disputa em junho, ou os Jogos Olímpicos.

O coordenador das seleções do Brasil, Gilmar Rinaldi, afirmou que as negociações com o clube catalão "visaram chegar a um entendimento" e negou que Dunga tenha dado prioridade a uma das referidas competições para convocar Neymar.

"A prioridade é fazer o melhor nas duas provas, mas é preciso negociar. O Brasil tem que ser ambicioso e procurar contar com os melhores jogadores", disse Rinaldi, que considerou "equilibrado" o grupo que calhou ao Brasil no sorteio hoje realizado, no qual vai competir com as seleções da África do Sul, do Iraque e da Dinamarca.

O dirigente da Confederação Brasileira de Futebol referiu-se especificamente a cada um dos adversários: "Temos feito alguns jogos com a África do Sul, o Iraque tem tradição nos Jogos Olímpicos e a Dinamarca foi vice-campeã europeia de sub-21, cujos jogadores são a base da equipa olímpica. São todos adversários qualificados."

Por seu lado, Dunga defendeu a ideia de que "o mais importante é fazer um bom trabalho" e ter em conta que o Brasil "irá jogar em casa para concretizar o sonho de conseguir pela primeira vez o ouro olímpico".

Lusa

  • Resgate de mais de 300 migrantes no Mediterrâneo
    2:08
  • 10 Minutos com Eurico Reis
    11:20

    10 Minutos

    Há quatro meses que Portugal é um dos poucos países europeus onde é possível recorrer à gestação de substituição. E há já um casal que teve luz verde para começar os tratamentos. Para um balanço, foi nosso convidado Eurico Reis, juiz desembargador e presidente do Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida, a entidade que autoriza os processos de gestação de substituição.

    Entrevista completa

  • Parlamento discute utilização de animais no circo
    2:01