sicnot

Perfil

Desporto

Dunga não clarifica se conta com Neymar para Olímpicos ou Copa América

O selecionador brasileiro fugiu hoje à pergunta se conta com Neymar para os Jogos Olímpicos ou se prefere que o futebolista do FC Barcelona participe na Copa América.

© Xavier Galiana / Reuters

"O importante é contar com os melhores jogadores em todas as competições", disse Dunga, em declarações após o sorteio dos grupos para os Jogos do Rio.

O selecionador do Brasil sublinhou o respeito que tem por todos os clubes e recordou que estes "são proprietários dos direitos dos jogadores", quando se sabe que o FC Barcelona só deu permissão à convocatória de Neymar para a seleção canarinha para uma de duas competições, a Copa América, que se disputa em junho, ou os Jogos Olímpicos.

O coordenador das seleções do Brasil, Gilmar Rinaldi, afirmou que as negociações com o clube catalão "visaram chegar a um entendimento" e negou que Dunga tenha dado prioridade a uma das referidas competições para convocar Neymar.

"A prioridade é fazer o melhor nas duas provas, mas é preciso negociar. O Brasil tem que ser ambicioso e procurar contar com os melhores jogadores", disse Rinaldi, que considerou "equilibrado" o grupo que calhou ao Brasil no sorteio hoje realizado, no qual vai competir com as seleções da África do Sul, do Iraque e da Dinamarca.

O dirigente da Confederação Brasileira de Futebol referiu-se especificamente a cada um dos adversários: "Temos feito alguns jogos com a África do Sul, o Iraque tem tradição nos Jogos Olímpicos e a Dinamarca foi vice-campeã europeia de sub-21, cujos jogadores são a base da equipa olímpica. São todos adversários qualificados."

Por seu lado, Dunga defendeu a ideia de que "o mais importante é fazer um bom trabalho" e ter em conta que o Brasil "irá jogar em casa para concretizar o sonho de conseguir pela primeira vez o ouro olímpico".

Lusa

  • Leão de Ouro de Souto de Moura faz "muito bem à alma" dos portugueses
    1:53
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos. Depois de um curso intensivo de português durante três meses, os jovens vão iniciar o ano letivo em vários pontos do país.

  • Chamas do incêndio no Europa Park na Alemanha atingiram os 15 metros de altura
    0:57