sicnot

Perfil

Desporto

Portugal pode testar vídeo árbitro

Os testes para a implementação do vídeo árbitro podem vir a ser feitos em Portugal, disse hoje à agência Lusa fonte oficial da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Na sequência da reunião tida com o International Board (IFAB), em Londres, com as federações e ligas interessadas em testar esta nova tecnologia, a FPF ficou integrada no grupo de estudo, tendo a possibilidade de vir a acolher testes.

Sem que ainda estejam definidos quais os países e competições que vão receber estes testes, ficou ainda decidido que o processo vai decorrer em duas fases, a primeira na época 2016/17, em jogos oficiais e sem divulgação pública, e a segunda em 2017/18, já de forma experimental e pública.

Em março, o IFAB, entidade que regula as leis no futebol, aprovou a título experimental o recurso às imagens vídeo nas arbitragens dos jogos.

O período experimental decorrerá durante os próximos dois anos, "o mais tardar na época 2017/2018", para, segundo o comunicado do IFAB, "identificar as vantagens, desvantagens e os piores cenários".

Após o aval à tecnologia de linha de golo, em 2012, o guardião das leis do futebol voltou a abrir as portas a outras tecnologias para auxílio do trabalho dos árbitros.

Lusa

  • As IPSS são estruturantes no país. Fazem o que Estado não faz porque não pode, não quer, ou não chega a tudo. Chama-se sociedade civil a funcionar. E o Estado subsidia, ajuda, (com)participa, apoia. Nada contra. A questão é quando as IPSS e outras instituições, fundações, associações, federações e quejandas se tornam verdadeiras "indústrias".

    Pedro Cruz

  • O ano "saboroso" de António Costa
    0:51

    País

    António Costa diz que 2017 foi um ano "saboroso" para Portugal. Num encontro com funcionários portugueses, em Bruxelas, antes do Conselho Europeu desta quinta-feira, o primeiro-ministro realçou o que o país conquistou no último ano, no plano europeu, e que culminou com a eleição de Mário Centeno para a Presidência do Eurogrupo.

  • Os Simpsons já sabiam em 1998 que a Fox iria pertencer à Disney

    Cultura

    Os Simpsons acertaram outra vez. Algo que tem acontecido regularmente nos últimos tempos, com a eleição de Donald Trump, o aparecimento do vírus Ébola ou o escândalo dos Panama Papers. Desta vez, a previsão remonta a 1998, quando a série previu que a 20th Century Fox iria pertencer à Disney.

    SIC