sicnot

Perfil

Desporto

Rafael Nadal comemora centésima final da carreira com vitória em Monte Carlo

O tenista espanhol Rafael Nadal, quinto do ranking mundial, conquistou este domingo pela nona vez na sua carreira o torneio Masters 1000 de Monte Carlo, ao bater na final o francês Gaël Monfils, em três sets.

© Eric Gaillard / Reuters

Nadal, que venceu em Monte Carlo de forma consecutiva de 2005 a 2012, regressa assim, três épocas depois, ao triunfo num torneio em que foi rei, naquela que foi também a 100.ª final da sua carreira no circuito ATP.

O tenista maiorquino, que não vencia um grande torneio desde Roland Garros, em 2014, precisou de três sets para vencer Monfils, 16.º da hierarquia mundial e primeiro finalista gaulês desde Cédric Pioline (2000), por 7-5, 5-7 e 6-0.

Em dez finais disputadas em Monte Carlo, Nadal perdeu apenas em 2013, então frente a Novak Djokovic.

Na sua centésima e depois de cair este ano em Doha, Open da Austrália, Buenos Aires, Rio de Janeiro, Indian Wells e Miami, Nadal conquistou o 68.º título do seu palmarés, dois anos após o seu último Masters 1000 (em Madrid, em 2014).

Um título que lhe permite igualar o número de Masters 1000 de Djokovic (28), e situar-se a uma vitória do recorde do argentino Guillermo Vilas no que diz respeito a conquistas em terra batida (49).

Lusa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.