sicnot

Perfil

Desporto

Estudo avalia transferência de Ronaldo em 101 M€ e de Messi em 141 M€

Um estudo da Universidade Politécnica de Valência (UPV) avaliou em 101 milhões de euros (M€) uma hipotética transferência do futebolista internacional português Cristiano Ronaldo, menos 40 M€ do que a do rival argentino Lionel Messi.

Arquivo

Arquivo

© Eric Gaillard / Reuters

O estudo, que será objeto de análise de um curso na UPV, com o apoio do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e da Universidade de Harvard, teve em consideração múltiplas variáveis para atingir a soma de 101 ME para o avançado do Real Madrid e de 141 M€ para o do FC Barcelona.

Os professores da universidade valenciana tiveram em conta o número de golos por jogo marcados pelos dois jogadores, de assistências, de cartões amarelos e vermelhos e as receitas geradas em produtos relacionados pelos dois jogadores comercializados pelos respetivos clubes.

Na componente estritamente desportiva, foram avaliados os números de Ronaldo e Messi durante a época 2014/2015 e na atual na Liga espanhola, Taça do Rei de Espanha, Supertaça espanhola, Mundial de clubes e Liga dos Campeões.

O argentino é o atual detentor da Bola de Ouro, que distingue o melhor futebolista mundial do ano anterior, troféu que conquistou por cinco vezes (2009, 2010, 2011, 2012 e 2015), contra três do português (2008, 2013 e 2014).

  • Catalunha vs Espanha
    29:35

    Grande Reportagem SIC

    2017 ficará como o ano da Catalunha e de como a região espanhola foi falada em todo o mundo, por causa do grito de independência que não aconteceu. O jornalista Henrique Cymerman esteve na Catalunha e foi um dos únicos repórteres do mundo que conseguiu chegar ao esconderijo do presidente demissionário do Governo catalão, Carles Puigdemont, em Bruxelas.

  • Tiroteio em Espanha causa três mortos

    Mundo

    Um tiroteio na cidade espanhola de Teruel, na região de Aragão, fez esta quinta-feira três mortos, entre os quais dois elementos da Guardia Civil. O atirador está em fuga.

  • As IPSS são estruturantes no país. Fazem o que Estado não faz porque não pode, não quer, ou não chega a tudo. Chama-se sociedade civil a funcionar. E o Estado subsidia, ajuda, (com)participa, apoia. Nada contra. A questão é quando as IPSS e outras instituições, fundações, associações, federações e quejandas se tornam verdadeiras "indústrias".

    Pedro Cruz

  • Os Simpsons já sabiam em 1998 que a Fox iria pertencer à Disney

    Cultura

    Os Simpsons acertaram outra vez. Algo que tem acontecido regularmente nos últimos tempos, com a eleição de Donald Trump, o aparecimento do vírus Ébola ou o escândalo dos Panama Papers. Desta vez, a previsão remonta a 1998, quando a série previu que a 20th Century Fox iria pertencer à Disney.

    SIC