sicnot

Perfil

Desporto

Jorge Lorenzo deixa a Yamaha no final da temporada de MotoGP

A Yamaha anunciou hoje a saída do espanhol Jorge Lorenzo, atual campeão mundial de MotoGP, no final da temporada, depois de nove anos ao serviço da equipa nipónica.

© Heino Kalis / Reuters

"A Yamaha Motor Co. anuncia que o seu vínculo contratual com Jorge Lorenzo terminará no final da temporada de MotoGP de 2016, altura em que Lorenzo enfrentará novos desafios", anunciou a marca em comunicado.

A equipa garante estar "extremamente grata" pela contribuição que Jorge Lorenzo deu à marca e admite esperar "mais momentos memoráveis durante a presente temporada".

A Yahama deseja "um futuro auspicioso" a Jorge Lorenzo e assegura "total apoio" ao piloto espanhol, que procura o seu quarto título mundial na categoria rainha do motociclismo de velocidade.

Desde de que chegou à Yahama, em 2008, Lorenzo conseguiu três títulos mundiais (2010, 2012 e 2015), tendo vencido 41 corridas e subido 99 vezes ao pódio, em 141 provas.

Segundo o jornal italiano Gazzeta Dello Sport, a Ducati deverá anunciar ainda hoje a contratação de Jorge Lorenzo.

Em meados de março, a Yahama anunciou o prolongamento do contrato, até 2018, com o italiano Valentino Rossi, detentor de sete títulos mundiais de MotoGP.

Lusa

  • Novo dia de protestos contra expropriações na ilha do Farol
    2:30

    País

    A sociedade Polis Ria Formosa concluiu a tomada de posse das construções identificadas como ilegais na ilha do Farol, na Ria Formosa, em Faro. No segundo dia da operação, sob fortes protestos da população, os técnicos da Polis, escoltados pela Polícia Marítima, expropriaram hoje mais 18 construções.

  • Cunhado do Rei de Espanha em liberdade sem caução

    Mundo

    Inaki Urdangarin vai mesmo aguardar o desenrolar do recurso em liberdade na Suíça, onde o marido da Infanta Cristina tem residência oficial e onde terá de se apresentar às autoridades uma vez por mês, para além de estar obrigado a comunicar qualquer deslocação fora da Europa. De fora fica ainda o pagamento da caução de 200 mil euros pedida pelo Ministério Público espanhol.

  • Zeca Afonso morreu há 30 anos
    1:11
  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • "Isto é uma mentira e tem carimbo de Estado"
    2:12

    Opinião

    O preço das botijas de gás em Portugal duplicou nos últimos 15 anos. José Gomes Ferreira esteve no Jornal da Noite, da SIC, onde explicou este aumento, lembrando que a classe política prometeu que se houvesse mais empresas a operar no mercado, os preços desciam. Contudo, José Gomes Ferreira diz que "isto é uma mentira e tem carimbo de Estado". O Diretor-Adjunto de Informação SIC explicou que como o mercado é livre, os operadores vendem aos preços mais altos que podem, deste modo os preços não variam muito entre uns e outros.

    José Gomes Ferreira