sicnot

Perfil

Desporto

Serena Williams e Novak Djokovic vencem prémios Laureus

A norte-americana Serena Williams e o sérvio Novak Djokovic, ambos tenistas e número um do mundo, foram os premiados com o Prémio Laureus, que hoje em Berlim distinguiu os melhores desportistas do ano.

© Hannibal Hanschke / Reuters

Vencedora de 21 títulos de 'Grand Slam', seis dos quais em Wimbledon, Serena Williams, de 34 anos, ganhou pela terceira vez o Prémio Laureus (foi também distinguida em 2003 e 2010), desta vez na categoria de 'Melhor Desportista Feminina'.

O número um masculino em ténis Novak Djokovic, de 28 anos, venceu o galardão de 'Melhor Desportista Masculino' pela segura vez consecutiva, suplantando nomes como o jogador argentino do FC Barcelona Lionel Messi, ou o velocista jamaicano Usain Bolt.

Djokovic foi distinguido depois de um ano de 2015 excecional, com tres vitórias em 'Grand Slam' (Austrália, Wimbledon e US Open) e seis títulos em Masters 1000, terminando o ano em número do mundo pela quarta vez na sua carreira.

Na categoria 'Equipa do Ano', o vencedor foi a Nova Zelândia, depois de os 'All Blacks' terem conquistado pela segunda vez um mundial de râguebi, tendo os 'All Blacls' batido na final a Austrália na final por 34-17.

Na cerimónia de Berlim foi evocado o antigo futebolista internacional holandês Johan Cruyff, que morreu no final de março em Barcelona, aos 68 anos, vítima de cancro.

O primeiro galardoado da noite, na categoria de 'Desportista de Ação', foi o alemão Jan Frodeno, campeão olímpico de triatlo em Pequim 2008 e vencedor do Ironman do Hawai do ano passado, enquanto o golfista norte-americano Jordan Spieth foi o vencedor da categoria 'Revelação do Ano'.

Lusa

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • Saída do Procedimento por Défice Excessivo marca debate no Parlamento
    1:40
  • Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

    País

    O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.