sicnot

Perfil

Desporto

Serena Williams e Novak Djokovic vencem prémios Laureus

A norte-americana Serena Williams e o sérvio Novak Djokovic, ambos tenistas e número um do mundo, foram os premiados com o Prémio Laureus, que hoje em Berlim distinguiu os melhores desportistas do ano.

© Hannibal Hanschke / Reuters

Vencedora de 21 títulos de 'Grand Slam', seis dos quais em Wimbledon, Serena Williams, de 34 anos, ganhou pela terceira vez o Prémio Laureus (foi também distinguida em 2003 e 2010), desta vez na categoria de 'Melhor Desportista Feminina'.

O número um masculino em ténis Novak Djokovic, de 28 anos, venceu o galardão de 'Melhor Desportista Masculino' pela segura vez consecutiva, suplantando nomes como o jogador argentino do FC Barcelona Lionel Messi, ou o velocista jamaicano Usain Bolt.

Djokovic foi distinguido depois de um ano de 2015 excecional, com tres vitórias em 'Grand Slam' (Austrália, Wimbledon e US Open) e seis títulos em Masters 1000, terminando o ano em número do mundo pela quarta vez na sua carreira.

Na categoria 'Equipa do Ano', o vencedor foi a Nova Zelândia, depois de os 'All Blacks' terem conquistado pela segunda vez um mundial de râguebi, tendo os 'All Blacls' batido na final a Austrália na final por 34-17.

Na cerimónia de Berlim foi evocado o antigo futebolista internacional holandês Johan Cruyff, que morreu no final de março em Barcelona, aos 68 anos, vítima de cancro.

O primeiro galardoado da noite, na categoria de 'Desportista de Ação', foi o alemão Jan Frodeno, campeão olímpico de triatlo em Pequim 2008 e vencedor do Ironman do Hawai do ano passado, enquanto o golfista norte-americano Jordan Spieth foi o vencedor da categoria 'Revelação do Ano'.

Lusa

  • Aeroporto Cristiano Ronaldo? Nem todos os madeirenses estão de acordo
    2:21
  • Fatura da água a dobrar
    2:26

    Economia

    Desde o início do ano que a população de Celorico de Basto está a receber duas faturas da água para pagar. Tanto a Câmara como a Águas do Norte reclamam o direito a cobrar pelo serviço. Contactada pela SIC, a Entidade Reguladora esclarece que o município não pode emitir faturas e tem de devolver o dinheiro.

  • Vala comum com 6 mil corpos em Mossul
    1:43

    Daesh

    Há suspeitas de que o Daesh tenha criado uma vala comum com cerca de seis mil corpos a sul de Mossul, no Iraque. A área em redor estará minada. A revelação é de uma equipa de reportagem da televisão britânica Sky News.

  • A menina que os pais queriam chamar "Allah"

    Mundo

    ZalyKha Graceful Lorraina Allah tem 22 meses, anda não sabe ler nem escrever mas já está no centro de um processo judicial contra o Estado da Georgia, nos EUA. Os pais, Elizabeth Handy e Bilal Walk, apoiados por uma ONG, exigem na justiça que o nome seja reconhecido na certidão de nascimento para que a criança possa ser inscrita na escola, na segurança social ou nos registos e notoriado. O casal já tem um filho de 3 anos que se chama Masterful Mosirah Aly Allah.