sicnot

Perfil

Desporto

Treinador do Manchester City justifica insucesso na Liga com contratação de Guardiola

O treinador do Manchester City, Manuel Pellegrini, apontou hoje o anúncio da contratação de Pep Guardiola para a próxima época como responsável pelas derrotas na Liga inglesa de futebol, impedindo os "citizens" de estarem na luta pelo título.

© Reuters Staff / Reuters

"Por diversas razões, perdemos encontros importantes em fevereiro. No início desse mês, anunciou-se a minha saída e a contratação de outro técnico. Isso afetou os futebolistas e, para mim, as duas derrotas que aí sofremos impedem-nos agora de estar na discussão pelo título", lamentou Pellegrini, à Sky Sports, valorando o papel dos desaires de início de fevereiro, diante dos dois primeiros classificados, Leicester City (3-1) e Tottenham (2-1).

O Manchester City venceu o Chelsea em Stamford Bridge, por 3-0, e ascendeu ao terceiro posto, a cinco pontos do Tottenham e a 13 do líder improvável Leicester City. Mesmo com menos um jogo, o City teria de vencer todas as partidas e esperar que a equipa de Claudio Ranieri não vencesse nenhum dos quatro jogos que restam.

Por esse motivo, o técnico chileno, que cumpre a última de três épocas de contrato depois de ter vencido o campeonato em 2013/14, na estreia em Inglaterra, foca atenções nas meias-finais da Liga dos Campeões (26 abril e 04 de maio), diante do Real Madrid, naquela que é a melhor campanha europeia da história da equipa inglesa.

"Para os jogadores não é fácil quando leem nos jornais todas as mudanças para a próxima época. Contudo, este plantel tem mostrado caráter e se continuarmos assim, estou convencido de que podemos estar na final", comentou o chileno.

Depois de bater o Liverpool na final da Taça da Liga inglesa na marcação de grandes penalidades e confirmada a ida de Guardiola para Manchester, Pellegrini tem na Champions a oportunidade de sair da cidade inglesa com mais um troféu conquistado.

Lusa

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Morreu Miguel Beleza

    País

    Miguel Beleza, economista e antigo ministro das Finanças, morreu esta quinta-feira de paragem cardio-respiratória aos 67 anos.

  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.