sicnot

Perfil

Desporto

Treinador do Manchester City justifica insucesso na Liga com contratação de Guardiola

O treinador do Manchester City, Manuel Pellegrini, apontou hoje o anúncio da contratação de Pep Guardiola para a próxima época como responsável pelas derrotas na Liga inglesa de futebol, impedindo os "citizens" de estarem na luta pelo título.

© Reuters Staff / Reuters

"Por diversas razões, perdemos encontros importantes em fevereiro. No início desse mês, anunciou-se a minha saída e a contratação de outro técnico. Isso afetou os futebolistas e, para mim, as duas derrotas que aí sofremos impedem-nos agora de estar na discussão pelo título", lamentou Pellegrini, à Sky Sports, valorando o papel dos desaires de início de fevereiro, diante dos dois primeiros classificados, Leicester City (3-1) e Tottenham (2-1).

O Manchester City venceu o Chelsea em Stamford Bridge, por 3-0, e ascendeu ao terceiro posto, a cinco pontos do Tottenham e a 13 do líder improvável Leicester City. Mesmo com menos um jogo, o City teria de vencer todas as partidas e esperar que a equipa de Claudio Ranieri não vencesse nenhum dos quatro jogos que restam.

Por esse motivo, o técnico chileno, que cumpre a última de três épocas de contrato depois de ter vencido o campeonato em 2013/14, na estreia em Inglaterra, foca atenções nas meias-finais da Liga dos Campeões (26 abril e 04 de maio), diante do Real Madrid, naquela que é a melhor campanha europeia da história da equipa inglesa.

"Para os jogadores não é fácil quando leem nos jornais todas as mudanças para a próxima época. Contudo, este plantel tem mostrado caráter e se continuarmos assim, estou convencido de que podemos estar na final", comentou o chileno.

Depois de bater o Liverpool na final da Taça da Liga inglesa na marcação de grandes penalidades e confirmada a ida de Guardiola para Manchester, Pellegrini tem na Champions a oportunidade de sair da cidade inglesa com mais um troféu conquistado.

Lusa

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28