sicnot

Perfil

Desporto

Elisabete Jacinto retira-se do Rali da Líbia

A piloto Elisabete Jacinto retirou-se hoje do Rali da Líbia em todo-o-terreno, depois de falhar a reparação ao camião MAN TGS, que ficou virado na segunda-feira, ao tentar ultrapassar as dunas do Erg Chegaga, em torno de Mahmid.

(Arquivo)

(Arquivo)

PAULO DUARTE / AP

"Decidimos deixar a corrida para garantir que conseguimos chegar a casa, pois há aspetos mecânicos que não estão a 100 por cento", resumiu Elisabete Jacinto, citada pela sua assessoria de imprensa, após a sua equipa ter permanecido mais de 10 horas no deserto a tentar uma solução.

A portuguesa revelou que levou o camião "ao limite da sua capacidade de executar inclinações laterais": "A duna acabou por se revelar mais íngreme do que parecia ao longe e ele não teve potência para subir. Perdeu velocidade e tombou. Este facto foi apenas o início de uma grande quantidade de problemas".

"O primeiro problema foi pôr o camião sobre as quatro rodas, o segundo foi pô-lo a andar, pois havia um longo trabalho de mecânica a fazer. Tivemos sorte porque a equipa 501 parou e pôs-nos o camião de pé. Depois tivemos de pedir ajuda à nossa assistência que nos foi levar algum material que nos fazia falta e, ao fim do dia, saímos das dunas", completou.

A equipa OLEOBAN regressa agora a Portugal onde vai iniciar a recuperação do camião, que volta à competição em outubro no Rali de Marrocos.

Domingo, Elisabete Jacinto tinha assumido a liderança da prova de camiões, após vencer a terceira etapa.

Lusa

  • Carlos César admite diálogo "mais fácil" com PSD de Rio
    1:36

    País

    O presidente e líder parlamentar do PSD diz que o partido não precisa de novos aliados, mas acredita que vai ser mais fácil dialogar com o PSD liderado por Rui Rio, Carlos César visitou esta segunda-feira as regiões afetadas pelos incêndios do ano passado, no primeiro dia das jornadas parlamentares dos socialistas.

  • Benfica é o único clube português na lista dos mais ricos
    1:34
  • Papa pede perdão a vítimas de abusos por ter usado expressão "menos feliz"
    1:21

    Mundo

    No final da visita à América Latina, já no avião de regresso a Roma, o Papa Francisco pediu desculpa às vítimas de abusos sexuais no Chile. O líder da Igreja católica considerou que utilzou uma expressão menos "feliz" quando saiu em defesa do bispo Juan Barros, exigindo "provas" a quem o acusa de não ter agido.

  • Os três pontos de Ronaldo
    1:16
  • Decifrado pergaminho encontrado há 50 anos

    Mundo

    Investigadores israelitas reconstituíram e decifraram um dos dois manuscritos de pergaminhos do Mar Morto que nunca tinham sido interpretados desde que foram descobertos há meio século, anunciou a universidade israelita de Haifa.

  • Refeição de 1.100 euros em Veneza

    Mundo

    O centro de Veneza oferece os mais variados restaurantes. Com menu obrigatório, sem menu, com taxas, sem taxas, sentando ou em pé. Depois há aqueles restaurantes que cobram 1.100 euros por cinco pratos acompanhados por água. O caso aconteceu com quatro turistas japoneses, que depois de pagarem a conta, apresentaram queixa às autoridades. O presidente da Câmara da cidade italiana já disse que ia investigar a situação e, caso se confirmasse, prometeu que iria castigar os responsáveis.

    SIC