sicnot

Perfil

Desporto

Telma Monteiro admite que medalha é objetivo nos Jogos Olímpicos

A judoca Telma Monteiro garantiu hoje que está a recuperar bem da operação ao joelho esquerdo, admitindo que a conquista de uma medalha nos Jogos Olímpicos Rio2016 faz parte dos seus planos.

Arquivo

Arquivo

© Rafael Marchante / Reuters

"Tenho os meus objetivos, os meus sonhos. É óbvio que uma atleta que já conquistou tantas coisas, como eu já conquistei, tem sempre uma medalha nos seus planos", disse Telma Monteiro.

A judoca, que há dois meses foi operada ao ligamento lateral interno do joelho esquerdo, explicou que já está a fazer trabalho de ginásio, mas que "ainda falta algumas semanas para integrar o treino de judo".

Telma Monteiro manifestou-se esperançada em ainda conseguir competir ao mais alto nível antes do Jogos Olímpicos Rio2016, que irão decorrer entre 5 e 21 de agosto.

A judoca já esteve em três Jogos Olímpicos - em Atenas2004 (9.ª classificada),em Pequim2008 (9.ª) e em Londres2012 (17.ª) -, ficando sempre aquém do seu estatuto de judoca de topo na hierarquia mundial.

Já Rui Bragança, que vai estrear-se em Jogos Olímpicos, admitiu que é muito difícil prever o que vai acontecer no torneio de taekwondo -58 kg "no qual estarão presentes os 16 melhores do mundo".

"Os combates são sempre imprevisíveis. O que quero é chegar lá bem preparado. Os dois últimos anos foram muito duros em termos de preparação", afirmou o atleta, que em julho conquistou a medalha de ouro nos Jogos Europeus, que decorreram em Baku.

Os dois atletas falavam à margem da conferência "Alto rendimento desportivo, projeto olímpico e paralímpico Rio 2016 e desafios para os próximos ciclos olímpicos", que decorreu em Lisboa.

Lusa

  • Os momentos que marcaram o 7.º dia de Mundial
    1:08
  • "Ronaldos nascem na Rússia como cogumelos"
    1:49
  • Os momentos descontraídos dos jogadores
    1:54
  • Ronaldo no País dos Sovietes: O humor russo
    1:32
  • Schulz responde a Trump: "é um especialista em estatísticas criminais"

    Mundo

    "Donald Trump é um especialista em estatísticas criminais: pagamentos a estrelas porno, contactos ilegais com russos e diretores de campanha presos". Foi assim que o deputado alemão Martin Schulz respondeu ao Presidente norte-americano, depois de este ter afirmado várias vezes que a criminalidade na Alemanha aumentou devido à imigração.

    SIC

  • "Vou pedir a alguém que dê esta notícia por mim". Jornalista emociona-se com o caso dos bebés mexicanos separados das famílias
    0:49