sicnot

Perfil

Desporto

Tondela queixa-se do árbitro Tiago Antunes à Federação, Liga e Concelho de Arbitragem

O Tondela enviou esta terça-feira uma exposição aos presidentes da Liga Portuguesa de Futebol, Federação Portuguesa de Futebol e Conselho de Arbitragem, apontando lances em que o clube considerou ter sido prejudicado pelo árbitro Tiago Antunes.

HUGO DELGADO

Num comunicado divulgado esta terça feira, a direção do Tondela descreveu "cinco falhas" do árbitro Tiago Antunes (Associação de Futebol de Coimbra), sem as quais alegam que "o desenrolar do encontro seria outro", na 30ª jornada da I Liga, que o Sporting de Braga venceu por 3-0, na segunda-feira.

A direção do Tondela sublinhou que ao longo das 30 jornadas da I Liga de futebol "nunca apresentou qualquer protesto formal nem solicitou qualquer pedido de audiência ao Conselho de Arbitragem".

"Obviamente que de nada vale estarmos a fazê-lo agora. No entanto, entendemos que o que sucedeu no jogo Braga-Tondela não se pode repetir mais e é, por isso, importante que se faça este alerta", justificaram.

O documento alude ainda ao facto do árbitro de Coimbra, Tiago Antunes, ter sido nomeado para aquela partida, a cinco jornadas do final do campeonato.

"Bastará, meus senhores, olharem para a classificação. Caso o Tondela desça de divisão, que caia com dignidade, mas que de forma nenhuma seja empurrado com as duas mãos", sublinharam.

A exposição escrita aos presidentes da Liga Portuguesa de Futebol, Pedro Proença, Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes, e Conselho de Arbitragem, Vítor Pereira, foi acompanhada de um vídeo com os cinco lances.

Lusa

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15