sicnot

Perfil

Desporto

UEFA adota tecnologia da linha de golo no Euro2016

A UEFA escolheu a tecnologia da linha de golo desenvolvida pela empresa Hawk-Eye para equipar os dez estádios do Euro2016, em França, anunciou hoje o organismo que gere o futebol europeu.

© Benoit Tessier / Reuters

A UEFA autorizou em janeiro a utilização da tecnologia da linha de golo que já tinha sido introduzida em 2012 pela FIFA, seguida por quatro dos principais campeonatos europeus, nomeadamente Inglaterra, Itália, Alemanha e França.

Esta tecnologia permite verificar, através de câmaras, se a bola realmente cruzou a linha de golo, ajuda que complementa o trabalho da equipa de arbitragem de cinco elementos já usada pela UEFA.

"A tecnologia da linha de golo e os árbitros ao lado da baliza complementam-se perfeitamente", disse Pierluigi Collina, responsável dos árbitros da UEFA.

A tecnologia desenvolvida pela Hawk-Eye também será usada na próxima Supertaça europeia, entre os vencedores da Liga dos Campeões e da Liga Europa, e nas próximas épocas da Liga dos Campeões, acrescentou a UEFA.

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.