sicnot

Perfil

Desporto

Fernando Gomes mantém direção, mas faz mudanças na arbtiragem e disciplina

Fernando Gomes vai apresentar às eleições da Federação Portuguesa de Futebol a mesma direção que o acompanhou no primeiro mandato, mudando os presidentes dos conselhos de Arbitragem e de Disciplina.

A acompanhar Fernando Santos continuam Carlos Coutada, Elísio Carneiro, Hermínio Loureiro, Humberto Coelho, João Vieira Pinto, Mónica Jorge, Pauleta, Pedro Dias e Rui Manhoso, sendo que o presidente da Liga de clubes, Pedro Proença, é vice-presidente por inerência.

De acordo com os estatutos da FPF, os restantes vice-presidentes, e respetivas pastas, serão escolhidos na primeira reunião da direção.

As grandes alterações na única lista candidata aos órgãos sociais do organismo são nos conselhos de arbitragem e de disciplina, que passam a ser liderados por João Fontelas Gomes e José Manuel Meirim, respetivamente, substituindo Vítor Pereira e Herculano Lima.

No Conselho de Arbitragem, há também alterações nos vice-presidentes, com João Ferreira a liderar a secção profissional, acompanhado pelos vogais Bertino Miranda e Ricardo Gomes Duarte, e Paulo Costa a não-profissional.

José Manuel Meirim vai assumir a pasta do Conselho de Disciplina, que mantém grande parte dos nomes que faziam parte da anterior lista.

José Luís Arnaut vai continuar a ser o presidente da Assembleia-Geral, enquanto Ernesto Ferreira da Silva continua a liderar o Conselho Fiscal e Manuel dos Santos Serra o Conselho de Justiça.

Lusa

  • Dois jovens atropelados mortalmente no concelho de Montemor-o-Velho
    2:20
  • Presidente de "O Sonho" suspeito de peculato e fraude
    2:26

    País

    O presidente das três instituições de solidariedade social de Setúbal - incluindo "O Sonho" -, que na sexta-feira foram alvo de buscas, foi constituído arguido. Florival Cardoso é, por enquanto, o único suspeito de peculato e fraude na obtenção de subsídios para as instituições.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07